Versos do Futebol

Por Carlos Fellip

O ritmo e as rimas do mundo poético que mora o futebol. Coluna assinada por Carlos Fellip, editor Executivo de O Liberal e jornalista formado há 10 anos, com experiência no jornalismo esportivo e de atualidades. Ganhou prêmio de Jornalismo do MPT e cobriu Seleção Brasileira em Belém.

Pandemia de saudade

Carlos Fellip

Quão sombria é a solidão
Quanta falta você faz
De longe, teu pavilhão
Torce, assiste e nada mais

Meu corpo fervia
Mas de emoção
Até me faltava o ar

Viver a torcida
Haja pulmão
Esquece olfato, paladar

O medo insiste em te afastar
O invisível está em campo
A distância é o respirar
Pra novos ares nesse pranto

Fico aqui no teu aguardo
Quieta, serena e calada
Sozinha sou apenas espaço
Contigo sou arquibancada

Versos do Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM VERSOS DO FUTEBOL