Versos do Futebol

Por Carlos Fellip

O ritmo e as rimas do mundo poético que mora o futebol. Coluna assinada por Carlos Fellip, editor Executivo de O Liberal e jornalista formado há 10 anos, com experiência no jornalismo esportivo e de atualidades. Ganhou prêmio de Jornalismo do MPT e cobriu Seleção Brasileira em Belém.

Aposentadoria: a decisão

Carlos Fellip

E a idade, então, chegou
No passado, estão conquistas
Que o futebol me presenteou
Ao esporte, devo a vida

Minha alma é de jogador
Mas meu corpo se lamenta
Já não aguento tanta dor
A consciência diz: ‘Aposenta!’

A coragem é minha amiga
Sempre esteve ao meu lado
Solicitei uma coletiva
Me despedi do gramado

Lágrimas, tentei conter
A saudade já me corrói
O último jogo, vou fazer
Uma carreira se constrói

Agora, tudo é diferente
Tudo tem um valor maior
Acabou tão de repente
A garganta deu um nó

Chegou o grande dia
Concentração e uniforme
Chuteira, bola e torcida
Sinal da cruz pra dar sorte

Assim foi meu até logo
Fim do ciclo como jogador
O filme passou in loco
Hoje volto a ser torcedor

Versos do Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM VERSOS DO FUTEBOL