Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Eduardo Ramos, o mais vitorioso dos azulinos

Carlos Ferreira

Em 145 jogos, 37 gols, dois títulos estaduais e dois acessos no Campeonato Brasileiro. Com essas estatísticas, nas suas quatro passagens pelo clube, Eduardo Ramos é o principal artilheiro do Remo no século e o jogador mais vitorioso do atual elenco. É também o artilheiro do Leão Azul nesta temporada, com oito gols em 23 jogos.

Eduardo Ramos assumiu ainda na pré-temporada a obstinação pelo acesso, determinado a jogar uma Série B com a camisa azulina. Porém, com o contrato se encerrando, a permanência do meia-atacante vai depender de avaliações e de negociações. Aos 34 anos, com algumas limitações físicas, vulnerável a lesões de joelho, Eduardo Ramos está tendo que adaptar o seu futebol aos novos limites, que implicam em novo ciclo na carreira, sem as arrancadas, agora jogando mais próximo da área.    

Se vencer em Erechim, Papão sobe igualando marca recorde

O Paysandu fez em 2019 a sua melhor campanha como visitante no Campeonato Brasileiro, desde 1973, com quatro vitórias, cinco empates e uma derrota, 56,6% de aproveitamento. Neste campeonato, o Papão tem quatro vitórias, dois empates e três derrotas. Se ganhar do Ypiranga, além de conquistar o acesso, iguala o recorde, atingindo os mesmos 56,6%.

Os dados são animadores para a decisão do próximo sábado, em Erechim, porque mostram regularidade do Paysandu como visitante nas duas últimas temporadas, com a mesma base de equipe. Contudo, em matéria de estatísticas, o Ypiranga também tem a sua credencial, com 78,1% de aproveitamento em casa neste campeonato. Portanto, os números que geram confiança também dão a dimensão do desafio dos bicolores.

BAIXINHAS

* Como o Paysandu, o Ypiranga também contará com todos os titulares na decisão do acesso. Consultado pela coluna, o executivo de futebol Renan Mobarack negou boatos de atraso de salários no clube e garantiu ambiente de amizade na recepção ao Papão.

* Em 47 participações no Campeonato Brasileiro, os melhores números do Paysandu como visitante foram em 2019, com quatro vitórias, cinco empates, uma derrota, 56,6% de aproveitamento. Se ganhar do Ypiranga, o Papão iguala o percentual de aproveitamento de 2019, com 17 pontos em 30 disputados.

* Nicolas foi do Ypiranga em 2012 e 2013. Os outros dois gaúchos do Papão, Bruno Collaço e Micael, também rodados no interior do Rio Grande do Sul, não chegaram a vestir a camisa amarela do clube de Erechim.

* Justa e elegante a atitude de Paulo Bonamigo ao chamar atenção para méritos de Mazola Júnior no acesso do Remo. Mazola contribuiu na montagem do time e principalmente para construção de um sistema defensivo sólido.

* Remo e Paulo Bonamigo já estudam a  renovação de contrato para a temporada 2021. O técnico veio para o Leão Azul, em setembro, num padrão salarial abaixo do que teve em clubes anteriores, atraído pela identificação com o Remo e pela perspectiva da conquista do acesso. Àquela altura, Remo e Bonamigo investiram um no outro.

* Em 2019, o Remo se queixou do resultado Juventude 0 x 1 Ypiranga, que o eliminou da Série C. Em 2020 o Remo teve confirmação do acesso através do Ypiranga, no 1 x 1 com o Londrina. Sábado, o Ypiranga vai depender do Remo para ter chance de classificação. 

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA