Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

‘Vimos a Justiça começando a ser feita’, diz pai de Henry após conclusão de inquérito

Padrasto e mãe da criança estão presos

Redação Integrada, com informações do G1

O pai de Henry Borel, em uma postagem de rede social nesta quarta-feira (5), afirmou que “hoje vimos a Justiça começando a ser feita”. Em entrevista nesta terça-feira (4), o delegado responsável pelo caso, Henrique Damasceno, deu detalhes sobre a conclusão do inquérito. Para a polícia, o menino morreu por conta de agressões do padrasto, o vereador Dr. Jairinho, e pela omissão da mãe, Monique Medeiros. Ambos estão presos.

Leniel Borel, o pai da criança de 4 anos, que morreu no dia 8 de março, agradeceu a Deus, aos policiais que trabalharam na investigação do caso, aos advogados, profissionais da imprensa e familiares, além do apoio que tem recebido desde que o filho morreu.

Segundo a investigação, Monique manteve a relação com Dr. Jairinho apesar de todos os sinais de agressão contra Henry, e por isso a mãe teria contribuído para a morte do filho, já que não afastou o menino do vereador.

O político também foi indiciado por outros dois episódios de tortura contra Henry em fevereiro. Em um deles, no dia 12, a própria criança e a babá Thayná Oliveira relataram essas agressões por uma ligação por telefone com Monique, que estava num salão de beleza. Por causa disso, a mãe está respondendo por tortura por omissão.

Palavras-chave

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL