CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

PF acredita que envolvidos no 8/1 estejam foragidos em outros países

Segundo a PF, há pelo menos 180 envolvidos foragidos em outros países do continente

Iury Costa*
fonte

A Polícia Federal acredita que 180 envolvidos nos atos do 8 de janeiro de 2023 podem estar foragidos na Argentina, Uruguai e Paraguai.

O órgão afirma que há possibilidade de existirem envolvidos que ainda não foram mapeados. Investigadores acreditam que há a possibilidades de os foragidos terem pedido asilo na Argentina, assim como Uruguai e Paraguai, pela facilidade em cruzar as fronteiras.

VEJA MAIS

image PF prende 45 dos mais de 200 envolvidos no ataque do dia 8 de janeiro de 2023
O objetivo da PF é capturar cerca de 208 pessoas, que descumpriram medidas cautelares judiciais ou fugiram para outros países, com a intenção de burlarem a aplicação da lei penal

image STF condena mais 14 réus pelo 8 de janeiro
Denúncias apresentadas pela PGR levaram à condenação de 173 pessoas até o momento; penas variam de 13 a 17 anos de prisão.

image PF cumpre mandados no Pará e em outros 7 estados contra envolvidos no 8 de janeiro
26ª fase da Operação Lesa Pátria: dos 18 mandados de busca e apreensão expedidos pelo STF, quatro estão sendo cumpridos em território paraense

Argentina vai analisar pedidos de refúgio

O governo da Argentina afirmou na segunda-feira (10/06) que vai analisar os pedidos de refúgio feitos por foragidos dos atos de 8 de janeiro de 2023. A Polícia Federal afirma que há pelo menos 65 condenados ou investigados pelo 8/1 no país.

O governo de Javier Milei ainda não se pronunciou sobre os pedidos de foragidos brasileiros.

Nesta terça-feira (11/06) o senador Hamilton Mourão (Republicanos-RS) pediu hoje que o governo de Javier Milei conceda asilo político aos condenados pelo 8/1 que fugiram para a Argentina.

*(Iury Costa, estagiário sob a supervisão de Hamilton Braga, coordenador do núcleo de política e economia)

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL