Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Nove cachorros morrem após comer petiscos envenenados; saiba quais são os tipos e fique alerta

Casos foram registrados nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Goiás. Ainda há seis animais com suspeita de intoxicação pelos petiscos.

O Liberal

Pelo menos nove cachorros morreram após ingerir petiscos com suspeita de contaminação pela substância etilenoglicol, todos fabricados pela empresa Bassar. Seis mortes ocorreram em Belo Horizonte (MG), um no município de Piumhi (MG) e duas em São Paulo (SP). A informação foi divulgada na última quinta-feira (1), pela Polícia Civil. Ainda há casos suspeitos sendo monitorados. Com informações do G1.

Cachorro participa de formatura ao lado de tutora e fica famoso nas redes sociais; vídeo
Nikko levou o canudo, fez fotos com a turma, encantou os gestores e desfilou junto da adestradora em colação de grau do curso de Medicina Veterinária

Dia Mundial do Cachorro: família relata adoção de cão que foi jogado em canal de Belém
Batizado com o nome de "Canal", o animal virou o xodó de uma família de veterinários da capital paraense

A delegada Danúbia Quadros, responsável pelo caso, informou que os tutores dos cães procuraram a Polícia Civil para relatar que os animais passaram mal ou estão internados. Além das mortes, ainda há seis casos suspeitos de cachorros contaminados, sendo seis na capital mineira e dois em Goiás.

São três tipos de petiscos que foram identificados como suspeitos de contaminação: o “Dental Care”, o “Every Day” e o “Petz Snack Cuidado Oral”. Todos são fabricados pela empresa Bassar. A delegada informou, ainda, que o órgão responsável por retirar os petiscos de comercialização já foi acionado, e o caso está sendo investigado.

Pelo menos três tipos de petiscos foram identificados como prováveis fontes de contaminação por etilenoglicol (Reprodução/ G1)

"São lotes diferentes, são vários lotes. Os petiscos que as tutoras trouxeram para a gente, todos já foram encaminhados para a realização da perícia técnica cientifica da Polícia Civil, então, a gente agora aguarda o laudo em relação aos petiscos", afirmou a delegada.

Danúbia Quadros pede para que os donos de cachorros que tenham identificado o mal-estar ou a internação dos animais depois de ingerir os petiscos caninos entrem em contato com a Polícia Civil para a investigação.

Palavras-chave

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL