Mulher é suspeita de matar marido e dar pênis à amante

Após o crime a mulher tomou veneno e está internada

Redação Integrada com informações de UOL

Um amulher de 42 anos é suspeita da morte do marido a facadas durante uma discussão entre o casa. O pênis do homem foi cortado durante o crime, que aconteceu na noite de quinta-feira (15) no município de Areial, a 166 quilômetros de João Pessoa, na Paraíba.

Segundo informações da polícia, ela teria colocado o pênis do marido em um copo e levado para uma suposta amante do homem. O crime foi cometido na frente de dois filhos do casal.

O corpo de Luiz de Almeida, de 31 anos, foi encontrado por vizinhos em frente à casa dele. O órgão genital do homem foi encontrado jogado no terreno da casa da suposta amante e foi recolhido por peritos.

Os nomes da suspeita e da suposta amante não foram divulgados pela polícia.

Após o crime, a mulher tentou se matar, ingerindo veneno. Ela está internada no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, também na Paraíba. O estado de saúde dela é estável e não há previsão de alta. A internação está sendo monitorada pela polícia.

Quando a suspeita receber alta médica, deverá ser levada para a Central de Polícia de Campina Grande para prestar depoimento. A suposta amante da vítima também deverá ser ouvida.

A polícia informou que trabalha com a possibilidade de ser um crime premeditado, pois a mulher teria contado a uma vizinha que amolou a faca ao descobrir que o marido tinha uma amante. Foi encontrada também uma carta direcionada ao filho mais velho dela, de 18 anos, determinando com quem os dois irmãos dele deveriam morar após a morte da mulher. A carta foi apreendida e está com a polícia.

"Ela descobriu o relacionamento extraconjugal do marido com outra mulher e que ele estava planejando se separar. O filho de 13 anos presenciou e contou que, durante a briga, a vítima teria tentado esfaquear a mulher, mas ela jogou ácido muriático nele, tomou a faca e o golpeou até a morte", conta o delegado Kelsen Vasconcelos. Ele destaca que a suposta amante não estava em casa quando a mulher da vítima esteve no local.

A suspeita do crime tem três filhos: um bebê de 11 meses, um adolescente de 13 anos e um jovem de 18 anos, que é filho de outro relacionamento e não estava presente no momento do crime.

Os vizinhos relataram à polícia que houve uma discussão entre o casal após o homem chegar em casa à noite. Depois, o corpo de Luiz de Almeida foi encontrado em frente à casa da família. A suspeita teria também jogado ácido muriático na vítima.

Testemunhas contam que a mulher colocou o pênis do marido em um copo e saiu a pé até a casa da suposta amante do homem para entregar o órgão genital a ela.

Em seguida, a mulher tomou veneno, foi socorrida pelo Samu e levada para o hospital.

Segundo a polícia, até esta sexta-feira, a suspeita não apresentou advogado para sua defesa.

O corpo de Luiz de Almeida está no Núcleo de Medicina e Odontologia, em Campina Grande, para ser submetido a necropsia. A família não informou o local e o horário do enterro.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!