Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

É fake! Anvisa não liberou Ivermectina para tratamento da covid-19; entenda

A Ivermectina faz parte do chamado "kit covid" ou de tratamento precoce, que conta com medicamentos sem eficácia contra a doença

Com informações de Extra

Em um vídeo que circula nas redes sociais, uma suposta médica diz que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou e dobrou a dose recomendada de Ivermectina para tratamento da covid-19. No entanto, o vídeo é mentiroso. A Anvisa não liberou o antiparasitário para uso em casos de covid-19, como diz a médica.

A Anvisa decidiu, em setembro do ano passado, apenas pela dispensa da retenção de receita para a compra do remédio nas farmácias. A decisão de reter as receitas tinha sido tomada meses antes, em julho, visto que a procura pelo medicamento para "prevenir" a covid aumentou procura por ele e levou à falta do remédio nas farmácias.

A Ivermectina faz parte do chamado "kit covid" ou de tratamento precoce, que conta com medicamentos sem eficácia contra a doença, mas que, mesmo assim, são defendidos e receitados por alguns médicos.

A Anvisa esclareceu que o uso da Ivermectina é indicado apenas para as finalidades que constam de sua bula: "O único medicamento com indicação em bula aprovada pela Anvisa para tratamento de Covid é o Remdesivir. Isso significa que este é o único medicamento para o qual o fabricante apresentou estudos conclusivos que demonstraram a eficácia contra covid-19".

De acordo com a bula, a "Ivermectina é indicada para o tratamento de várias condições causadas por vermes ou parasitas".

Além da Anvisa, a própria fabricante da Ivermectina, a farmacêutica Merck, fez um comunicado informando que não há dados que sustentem a eficácia do medicamento contra a covid-19.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL