Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Com ajuda de prostituta, polícia prende acusados de extorsão mediante sequestro em Belém

Os dois homens foram presos em um hotel no bairro do Marex, a partir da denúncia de uma garota de programa com a qual um deles teria se relacionado

O Liberal

Uma parceria inusitada ajudou a Polícia Civil do Pará a localizar e prender dois homens acusados de extorsão mediante sequestro, procurados desde a semana passada! Com a ajuda de uma garota de programa com a qual um dos suspeitos teria se relacionado, a dupla foi detida na noite desta terça-feira (9), em Belém.

VEJA MAIS

Pix dá errado e garota de programa manda cliente para a delegacia; entenda
A confusão começou quando o pix realizado pelo homem para pagar pelo programa deu errado

Garota de programa é esfaqueada no pescoço e quadril por pastor em motel
A mulher recebeu golpes por trás quando se arrumava depois de realizar o programa

Motorista bêbado é preso enquanto fazia sexo dentro de carro em movimento
Segundo a polícia, homem foi abordado enquanto dirigia e recebia sexo oral de uma garota de programa

Eles foram identificados como Alex da Silva Barauna e Thiago Leite Barros e são naturais de outros estados. De acordo com informações da equipe de expediente da Central de Polícia de São Brás, na Avenida Magalhães Barata, os suspeitos são investigados por extorquirem mais de R$ 30 mil de uma só vítima via transações bancárias. Não foram divulgadas mais informações sobre este crime. 

Os acusados foram presos em um hotel no bairro do Marex, em Belém, com ajuda de uma garota de programa com a qual um deles teria se relacionado. Com eles, a polícia encontrou uma pequena quantidade de substância semelhante à maconha e 17 máquinas de cartão - uma delas, com uma transação que beirava R$ 18 mil

Na abordagem, ainda segundo a polícia, eles teriam confessado que são estelionatários, mas negaram qualquer prática de extorsão mediante sequestro e atos de violência. As primeiras informações apontam que o prejuízo gerado pela dupla, em pouco mais duas semanas, pode somar centenas de milhares de reais.

A Redação Integrada de O Liberal entrou em contato com a Polícia Civil do Pará para saber as circunstância do crime pelo qual os detidos estão sendo acusados e qual o estado de origem deles. Aguardamos posicionamento!

Amazônia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!