Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Algodoal: veja como ir, quanto custa, onde ficar e o que fazer

A dica de lazer para o final de semana paraense é a Ilha de Algodoal; saiba os detalhes de como ir

Paula Figueiredo

Se tem uma ilha perto de Belém que todo paraense já ouviu alguma história é Algodoal. O local é um destino certo entre jovens e adultos que querem se esbaldar nas noites de curtição da alta temporada ou da tranquilidade nas épocas de baixa demanda. As histórias contadas são as mais diversas, desde quando a ilha não tinha luz, até mesmo as longas caminhadas percorridas para se deslocar, já que carros são proibidos no lugar e o único meio de locomoção são as charretes. Pensando nisso, o oliberal.com listou todos os detalhes de como ir, quanto custa e o que fazer para conhecer a região e desfrutar das beldades que ela proporciona; veja. 

VEJA MAIS

Ilha de Cotijuba: veja como ir, quanto custa, onde ficar e o que fazer
A dica de lazer para o final de semana paraense é a Ilha de Cotijuba; saiba os detalhes de como ir

Ilha do Combu: veja como ir, quanto custa, onde fica e o que fazer
Esse ponto turístico encantador possui vários restaurantes e espaços de lazer para o público se divertir

Como ir para Algodoal?

Para ir para Algodoal é necessário chegar até o porto de Marudá, localizado a pouco mais de 160 km da capital paraense, em um trajeto que dura em média 4 horas. Lá, o turista irá pegar um barco até a Ilha de Maiandeua, popularmente conhecida como "Ilha de Algodoal", uma travessia que dura, aproximadamente, 40 minutos dependendo da maré. 

Praia próximo ao Porto de Algodoal. (Foto: Pamela Figueiredo)

Como chegar até Marudá para atravessar para Algodoal? 

Existem três opções de descolamento: carro particular, ônibus/van e táxis/transfers. Nos casos do carro, o interessado pode deixar o veículo em um dos estacionamentos perto do porto fluvial e pagar a taxa necessária para o uso. Outra alternativa pros aventureiros é ir de ônibus. Até fevereiro de 2022, a passagem para a cidade custava R$ 39 no Terminal Rodoviário de Belém. Lá perto, uma opção mais barata são as vans, que custam cerca de R$ 35. Vale lembrar que chegando em Marudá será necessário pegar um táxi ou ir andando até o porto fluvial para fazer a travessia de barco. Um pouco mais caro, mas que traz mais conforto, são os táxis/transers, que fazem a viagem da capital até a cidade. O valor custa em média R$ 80 a R$ 100 por pessoa e o cliente é pego na sua residência e levado até o porto.

Porto Fluvial Marudá. (Foto: Site minube)

Onde posso pegar o barco para ir para Algodoal?

O barco para fazer a travessia pode ser pego no Porto Fluvial Marúda, na Praia de Marudá, Marapanim - PA, 68760-000

Quanto custa a passagem para Algodoal?

A passagem de Marudá para Algodoal, em Maiandeua, custa entre R$ 15 a R$ 20, conforme a temporada da viagem, com um trajeto de, aproximadamente, 40 a 45 minutos. Veja os horários:

► Segunda a quinta-feira saindo de Marudá

09h, 11h, 13h30, 15h, 17h30.

Sexta-feira

09h, 10h30, 12h30, 15h, 17h30, 20h30.

Sábado e domingo

09h, 10h30 12h30, 15h, 17h30.

► Segunda a quinta-feira saindo de Algodoal

06h, 08h, 10h30, 13h30, 15h.

Sexta-feira a domingo

06h, 08h, 10h30, 13h30, 15h, 17h.

Alta temporada

Horário conforme a demanda. 

O que fazer em Algodoal?

Conhecer a Praia de Fortalezinha

Um dos pontos que mais se destacam como alternativa de passeio é a saída para a vila e Praia de Fortalezinha, em Maiandeua. Para se deslocar, basta pegar um barco no porto de Algodoal rumo a Fortalezinha, o trajeto leva cerca de 40 minutos. Chegando lá, a Vila de Fortalezinha pode ser explorada com seus bares, restaurantes, pousadas e a arquitetura diversa, com muitas construções a base de bambu, pau do mato e barro. A praia fica em frente a Vila, em uma travessia que pode ser feita de canoa ou a pé, de acordo com a maré. 

Foralezinha fica a 40 minutos de Algodoal. (Foto: Instagram @euamofortalezinha)

 

Ir no Lago da Princesa

Outra opção é ir até o Lago da princesa, localizado atrás das dunas da Praia da Princesa. Para quem não gosta de água salgada, o lugar é uma alternativa para desfrutar da água doce e geladinha. Para chegar, é só caminhar até o final da Praia da Princesa, passando o Bar da Pedra, e entrar rumo às dunas. 

Curtir um reggae no Bar da Pedra

No final da Praia da Princesa, o Bar da Pedra já se tornou um lugar que todo visitante da ilha tem que conhecer. Com uma vista bem privilegiada, o local é conhecido pelas suas festas famosas e regadas de reggae

Famoso Bar da Pedra. (Foto: Site minube)

Mupéua Maiandeua

Outro lugar que pode ser explorado pelos turistas é o restaurante, pousada e casa cultural, Mupéua. O local oferece pratos envolvendo a culinária paraense, como a pescada amarela na folha da bananeira, isca de peixe e noites com muita música cultural. É uma opção para quem gosta de curtir as noites na vila

O bar e restaurante é uma opção para as noites na ilha. (Foto: Instagram @mupeuamaian)

 

Onde se hospedar em Algodoal?

Casa da Uiara

Ideal para levar a família ou ir com amigos, a Casa da Uiara é uma das opções para quem vai viajar em grupo e não quer gastar muito. Com decoração alternativa, rústica e aconchegante, o local fica na Travessa Elias Saraiva I, ao lado do campo Pilombão, a 10 minutos do porto, 30 minutos da Praia da Princesa e 5 minutos do centro (andando). A residência dispõe de dois quartos espaçosos, sendo um com cama de casal e outro com duas camas de solteiro, uma ampla área aberta para redes, cozinha equipada, banheiro com chuveiro elétrico e uma vista privilegiada. Para reservas acesse aqui.

Pousada Ponta do Boiador

A pousada da Ponta do Boiador é uma opção para quem gosta de conforto. Os valores das acomodações variam de acordo com a temporada, porém, na baixa demanda, iniciam a partir de R$ 290 os quartos no térreo, tendo ainda a opção dos altos e a suíte princesa. O local oferece um restaurante exclusivo para os seus clientes e vista para o mar. As reservas podem ser feitas através do site ou do número disponível nas redes sociais

Algodoal Camping Club

Quem quer curtir uma aventura completa pode se acomodar nos campings espalhados pela ilha, como o Camping Club. Basta fazer sua reserva pelo contato disponível, levar uma barraca e desfrutar da acomodação em grupo. 

Dica importante para a viagem

Leve dinheiro em espécie. Não vá para Algodoal pensando em pagar tudo por PIX ou cartão, pois muitas vezes a internet não pega adequadamente para fazer esse tipo de transação. Por isso, leve dinheiro para se respaldar.  

(Estagiária Paula Figueiredo, sob supervisão de Tainá Cavalcante, editora web de OLiberal.com)

Verão Liberal
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!