Juliane Moraes, da Asalp, é a Rainha das Rainhas 2020

Ela vestiu a fantasia Eparrei Iansã e encantou plateia e jurados

Redação Integrada

Juliane Moraes, da Associação Dos Servidores Da Assembleia Legislativa do Pará (Asalp), de 19 anos, é a Rainha das Rainhas 2020. Juliane encarnou a personagem Eparrei Iansã de Vermelho ou de Rosa. Na história, Eparrei é filha de Yoa, orixá, mulher cultuada na religião afro-brasileira, a senhora dos raios e das tempestades que tem a leveza de uma borboleta e a força de um búfalo.

Confira a transmissão do concurso

"É muito difícil subir aqui, é um sonho estar no Rainhas e vencer o concurso ainda mais. Minha família inteira ama o Rainhas e eu fui a escolhida", disse a jovem logo após receber o resultado. Juliane conseguiu o segundo título para a Associação Dos Servidores Da Assembléia Legislativa Do Pará (Asalp) no concurso. Ela teve como estilistas André Chagas e Gabriel Carvalho.

"É muito gratificante. Sempre quis viver esse momento e tenho muito a agradecer à minha equipe, ao meu coreógrafo, estilistas e à minha família, que sempre acreditou em mim e me apoiou. Posso dizer que é a realização de um sonho. Esperei 19 anos por isso!", comemora a vencedora do Rainhas 2020.

Para o presidente da Asalp, Pedro Constantino da Paz, a conquista do segundo título do clube é um momento indescritível de felicidade e orgulho. "É algo inexplicável porque são 15 candidatas muito capazes que subiram nesse palco. Claro que sempre temos a expectativa de vencer, mas todos os clubes estão com o mesmo desejo. Pra mim é emocionante ganharmos esse título do maior concurso da região Norte e, digo do Brasil, nesse segmento", ressalta. 

Estilistas da candidata, André Chagas e Gabriel Carvalho destacam que o percurso foi difícil, mas a recompensa veio em forma de vitória. "Foram muitas lutas ao longo desse momento de preparação. A ideia d tema afro-religioso veio do tio da Juliane. Nós abraçamos o projeto e conseguimos entregar uma fantasia representativa, onde conseguimos esse título depois de muita luta. Apesar das dificuldades, fomos muito abençoados por Deus", pontuou André Chagas.

O coreógrafo Marcos Maciel destacou que a ideia da personagem Eparrei Iansã de Vermelho ou de Rosa se encaixou perfeitamente em uma trilha composta especialmente por ele para o concurso. "Foi uma coreografia cercada de ousadia, até por conta do tema escolhido. Tentamos fazer algo pra que não ficasse na mesmice e creio que conseguimos entregar algo muito bom. Fiz a minha pesquisa, elaborei a trilha e então começamos os ensaios. Ela foi uma guerreira, que ensaiou debaixo de sol e chuva", destacou.

Confira os melhores momentos do Rainha das Rainhas 2020

A Rainha das Rainhas leva como prêmio um Toyota Yaris, 0km na cor vermelha, uma bolsa de estudos integral para o curso de graduação ou pós-graduação que ela escolher e 100% de desconto na academia Fit4You.

Reveja a apresentação de Juliane:

Princesas

Quatro jovens foram escolhidas as princesas do Carnaval. Elas ganharão, cada uma, bolsa de 50% de desconto para fazer um curso de ensino superior ou de pós-graduação na Fibra e 50% de desconto na academia Fit4You. 

1a princesa: Rayssa Ribeiro, Bancrévea;
2a princesaIsabela Correa Brabo, da Assembleia Paraense;
3a princesaBeatriz Galvão, do Grêmio Literário Português;
4a princesa:  Vitória Reis, do Guará Acqua Park

SURPRESAS

Neste ano, pela primeira vez, as candidatas apresentaram as coreografias diretamente para o público, por conta de uma mudança na bancada dos jurados - que foram posicionados sob a mesma perspectiva da plateia - no início da passarela montada para o desfile. Anteriormente, a disposição do corpo dos jurados obrigava que as representantes dos clubes se apresentassem de costas para o público presente. A mudança foi crucial para instigar um maior envolvimento do corpo dos jurados, que a todo momento vibravam e incentivavam as candidatas, vivenciando de perto a beleza e alegria do maior do concurso de beleza e fantasia da Região Norte do país.

Sorteada para abrir os desfiles da noite, Natiele Batista Lameira, de 21 anos, passou mal na abertura do evento. A representante da Associação dos Empregados da Eletronorte (Aseel) não aguentou esperar o início da programação por conta do peso da fantasia e saiu da posição pouco antes do início dos desfiles. Por conta disso, a candidata foi a última a se apresentar e subiu ao palco com a fantasia "Njinga Cakombe - A Rainha da Angola".

Durante a apresentação da candidata Sibelle Evelyn Oliveira Cordeiro, de 23 anos, representante da Tuna Luso Brasileira, um susto. A queda de um dos adereços da fantasia "Rakesh" da candidata, que foi a 5ª a desfilar, desestabilizou a representante, que caiu de costas no momento em que apresentava a coreografia aos jurados e à plateia. Apesar disso, Sibelle Oliveira rapidamente levantou-se do chão e seguiu com a coreografia planejada para o delírio da plateia e dos jurados. Mesmo com o problema, a participante não se machucou.

Notícias
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!