Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Trabalhadores da Eletronorte decretam greve a partir do dia 24

Servidores também marcaram manifestação em cinco cidades paraenses

O Liberal

Os trabalhadores da empresa Centrais Elétricas do Norte do Brasil (Eletronorte) decidiram entrar em greve a partir da próxima segunda-feira (24) por tempo indeterminado. A decisão foi tomada em uma assembleia realizada por meio de videoconferência na noite da última quinta-feira (20), sob organização do Sindicato dos Urbanitários do Pará.

Foi decidido, ainda, que o Sindicato irá realizar um ato público às 8h do dia 24 de janeiro em frente à sede da empresa, que fica localizada na avenida Perimetral, em Belém. Outros ramos da manifestação serão organizados também nas cidades de Altamira, Marabá, Santarém, Tucuruí e no distrito de Vila do Conde, em Barcarena.

Segundo comunicado oficial da entidade, o motivo da greve é o aumento no preço pago para o plano de saúde, classificado como "abusivo pelos trabalhadores", além da falta de pagamento de Participação nos Lucros e melhores condições de trabalho. 

Cerca de 500 funcionários da instituição no Pará devem aderir a greve.

"Os motivos são vários. A empresa discutiu com os trabalhadores e está nos devendo a PL de 2017, 2018 e 2021. Já tivemos cinco reuniões no Tribunal Regional do Trabalho e teve orientação para tentarmos chegar a um consenso. Já a contribuição do plano de saúde é ainda mais grave. Pagávamos para o plano contributivo um regime 10/90 (por cento) e agora ficou em 40/60. Não temos esse entendimento em relação ao acordo coletivo de 2021. Não vai ter condição de muita gente pagar o plano mais. Tinha quem pagava R$210 e agora vai saltar para R$1200 por conta da família. Sem contar as horas extras e as condições de trabalho, além de terem parado de fazer teste rápido de covid-19", afirma José Bianor Monteiro Pena, funcionário da Eletronorte e diretor do Sindicato.

Fundada em 1973, a Eletronorte é uma subsidiária da Eletrobrás e é uma empresa de economia mista que atua no segmento de geração e transmissão de energia elétrica de alta e extra-alta tensão em toda a região amazônica, com mais de dois mil funcionários. A greve é geral em todo o Brasil nas empresas que fazem parte do sistema da Eletrobras. 

A reportagem entrou em contato com a Eletronorte, que em nota disse já ter recebido comunicação de entidades sindicais sobre a deflagração de movimento grevista a partir da 0h do dia 24.

"Com isso, os pleitos serão avaliados e a Empresa adotará as medidas administrativas e judiciais cabíveis para garantir a continuidade do fornecimento de energia, atividade essencial para a sociedade", afirma.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA