Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Pará tem mais de 6 milhões eleitores aptos

Composição do eleitorado paraense quanto ao gênero mudou nos últimos quatro anos. Também cresce número de eleitores PCDs e com nome social

Fabrício Queiroz

Os dados sobre o perfil do eleitorado brasileiro para as eleições 2022 foram divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No Pará, 6.082.312 estão aptas ao voto, um quantitativo 10,6% maior do que em 2018, quando ocorreu o último pleito geral. Na época, eram 5.499.283 com direito de exercer o voto. O aumento percentual do número de eleitores paraenses foi maior do que o observado nacionalmente. Em todo o Brasil há 156.454.011 eleitores aptos, número 6,2% maior do que os 147.302.357 de eleitores registrados há quatro anos.

Em relação à faixa etária, nota-se que a maioria do eleitorado paraense é jovem, com 1.396.612 com idades entre 25 e 34 anos. O segundo maior quantitativo é de pessoas com idades entre 45 e 59 anos, constituindo um universo de 1.330.974 votantes. Já o terceiro maior grupo é de pessoas entre 35 e 44 anos, que compõem um grupo de 1.297.173 eleitores.

Também é grande o número de eleitores cujo voto é facultativo pela lei, mas que estão aptos a votar este ano. São 288.136 pessoas entre 70 e 79 anos e 166.804 eleitores maiores de 79 anos. Na outra ponta, são 122.780 paraenses com 16 ou 17 anos habilitados na Justiça Eleitoral. Isto é, do total de eleitores do Pará, 9,49% não são obrigados a votar, mas devem comparecer às urnas em outubro. No comparativo com os dados do pleito de 2018, percebe-se a maior participação desses grupos, já que naquele ano eles representavam 7,78% do eleitorado total com 428.146 pessoas com idades de 16 e 17 anos ou na faixa de 70 anos ou mais.

Em termos percentuais, o eleitorado paraense está bem dividido entre os gêneros, com 50% do total em cada grupo. Apesar disso, o número de eleitores do gênero masculino é ligeiramente maior: são 3.066.174 homens votantes contra 3.015.851 mulheres. Nesse quesito observa-se uma mudança em comparação com as eleições de 2018, quando o eleitorado feminino representava 51% do total contra 49% do masculino.

No Brasil, a divisão entre os gêneros é mais acentuada, porém permanece com a mesma distribuição de quatro anos atrás. São 53% de eleitorado feminino, o equivalente a 83.373.164 eleitoras, e 47% de eleitorado masculino, que representa 74.044.065 eleitores.

Chama atenção, no entanto, o avanço do número de eleitoras e eleitores com nome social desde as últimas eleições gerais. Na época, eram 7.945 pessoas que se identificaram com seu nome social em todo o país, enquanto neste ano são 37.646, o que significa um aumento de mais de 373%. Em toda a região Norte são 2.103 eleitoras e eleitores com nome social, sendo a maior parte do Estado do Pará, onde há 919 pessoas identificadas desta forma pela Justiça Eleitoral.

Aumentou também o número de eleitores com deficiência em todo o Brasil. Eram 939.915 e, em 2022, são 1.271.381 pessoas com deficiência aptas ao voto, o que representa um incremento de 35%. Já no Estado do Pará, o aumento percentual foi de 46% entre os dois períodos, passando de 40.342 em 2018 para 59.022 em 2022. Os PCDs eleitores estão divididos da seguinte forma: são 27,27% com deficiência de locomoção, 17,52% com deficiência visual, 9,6% com deficiência auditiva, 3,32% com dificuldade para o exercício do voto e 41,84% enquadrados com outras deficiências.

Quanto ao grau de instrução, o TSE informa que 26,33% dos eleitores paraenses declararam ter o ensino fundamental incompleto, 25,03% tem o ensino médio completo, 16,37% tem o ensino médio incompleto, 9,58% apenas lê e escreve, 7,26% tem o ensino superior completo, 5,71% tem o ensino fundamental completo, 5,67% são analfabetos e 4,04% tem o nível superior incompleto. Nesse aspecto, a principal mudança observada é que aumentou a representatividade do eleitorado com ensino superior completo enquanto diminuiu a de analfabetos. Em 2018, haviam 345.806 pessoas analfabetas aptas a votar e 335.295 pessoas com os maiores graus de instrução, que representavam 6,29% e 6,1% do eleitorado, respectivamente.

Já a distribuição do eleitorado entre as regiões brasileiras mostra que a maior parte está no Sudeste, que responde por 66.707.465 dos eleitores; seguida pelo Nordeste, que tem 42.390.976; o Sul, que tem 22.558.759; o Norte, com 12.560.410; e o Centro-Oeste, com 11.539.323. Além disso, há 697.078 brasileiros aptos a votar no exterior. Os dados regionais também reafirmam a colocação do Pará como o maior colégio eleitoral do Norte, respondendo por 48,42% de todo o eleitorado.

Perfil dos eleitores paraenses

Total do eleitorado apto: 6.082.312

Faixa etária:

  • Superior a 79 anos - 166.804 (2,74%)
  • De 70 a 79 anos – 288.136 (4,74%) 
  • De 60 a 69 anos – 541.652 (8,91%)
  • De 45 a 59 anos – 1.330.974 (21,88%)
  • De 35 a 44 anos – 1.297.173 (21,33%)
  • De 25 a 34 anos – 1.396.612 (22,96%)
  • De 21 a 24 anos – 580.893 (9,55%)
  • De 18 a 20 anos – 357.201 (5,87%)
  • 17 anos – 76.655 (1,26%)
  • 16 anos – 46.125 (0,76%)

Gênero:

  • Masculino – 3.066.174 (50%)
  • Feminino - 3.015.851 (50%)

Grau de Instrução:

  • Ensino fundamental incompleto – 1.601.501 (26,33%)
  • Ensino médio completo – 1.522.595 (25,03%)
  • Ensino médio incompleto – 995.420 (16,37%)
  • Lê e escreve – 582.508 (9,58%)
  • Superior completo - 441.787 (7,26%)
  • Ensino fundamental completo – 347.536 (5,71%)
  • Analfabeto – 344.957 (5,67%)
  • Superior incompleto – 245.707 (4,04%)
  • Não informado – 301 (0%)
Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA