Nova Iguaçu tem segundo candidato a vereador morto a tiros em 11 dias

Domingos Barbosa Cabral era irmão de um dos homens apontados como chefe de uma milícia que atua no município

Agência Estado

Um candidato a vereador em Nova Iguaçu (RJ) foi morto a tiros no início da noite de sábado, 10, em um bar no bairro do Cabuçu. Ele foi alvejado por homens que estariam utilizando toucas ninja por volta das 18h30. É o segundo caso de candidato morto na cidade da Baixada Fluminense em 11 dias.

Domingos Barbosa Cabral, conhecido como Domingão, tinha 57 anos e concorria a uma vaga no legislativo municipal pelo PHS. Ele chegou ser encaminhado à UPA da região, mas não resistiu aos ferimentos. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) irá investigar o caso.

Em julho, Domingos Cabral chegou a ser detido por porte ilegal de arma em uma operação da polícia civil contra uma milícia que atua em Nova Iguaçu. Ele era irmão de um dos homens apontados como chefe do grupo.

No último dia 30, Mauro Miranda da Rocha, de 41 anos, candidato a vereador pelo PTC em Nova Iguaçu, foi assassinado a tiros quando estava em uma padaria no bairro do Rancho Fundo.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!