Justiça Eleitoral condena prefeita e vice de Tomé-Açu por uso indevido de servidores públicos

Sentença decide ainda por perda dos mandatos, inelegibilidade por oito anos e pagamento de multa

Redação Integrada

A prefeita e o vice-prefeito de Tomé-Açú, nordeste do Pará, foram condenados pela Justiça Eleitoral do Estado por uso indevido de servidores públicos, em horário de expediente, durante a campanha eleitoral. A sentença é assinada pelo juiz da 39ª zona eleitoral do município, José Ronaldo Pereira Sales.

Na decisão, o magistrado condenada, ainda, Aurenice Correa Ribeiro e Charles Saraiva Hespanhol a perda dos mandatos, a ficarem inelegíveis por oito anos e ao pagamento de multa no valor de mais de R$ 120 mil. Outros dois funcionários públicos do município foram multados e vão pagar R$ 4 mil cada um.

A Redação Integrada de O Liberal tenta contato com a Prefeitura de Tomé-Açú.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!