Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Coordenação de campanha afirma que vinda de Lula ao Pará deve ficar para 1ª quinzena de julho

Ex-presidente teve Covid-19 recentemente, mas foi liberado no último dia 14 para seguir agenda

Natália Mello

A coordenação da campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva informou, nesta quinta-feira (16), que o pré-candidato à presidência pelo Partido dos Trabalhadores (PT) deve vir ao Pará somente na primeira quinzena de julho. A visita deveria ocorrer na última semana de junho, mas algumas mudanças na agenda ocorreram após o político ser diagnosticado com Covid-19.

Lula e a sua mulher, a socióloga Rosângela Silva, foram diagnosticados com coronavírus em 5 de junho, mas ambos evoluíram bem durante o período de isolamento social, segundo o boletim médico assinado pelo cardiologista Roberto Kalil Filho. Na última terça-feira (14), o petista anunciou que estava recuperado da doença, após receber o teste com resultado negativo, e foi liberado pela equipe médica para retomar sua agenda de campanha.

“Queria começar dando uma boa notícia. Estava com dúvida se poderia ir a Uberlândia por causa da Covid-19. E hoje fui comunicado pelo médico que fiz exame e fui negativado. Amanhã estarei em Minas 100% livre da Covid”, disse o petista em seu perfil no twitter.

A cidade de Uberlândia, em Minas Gerais, foi a primeira a receber presencialmente o ex-presidente, onde cumpriu agenda nesta quarta-feira, ao lado do pré-candidato a vice Geraldo Alckmin (PSB). Ambos participaram de um evento conjunto ao lado do pré-candidato ao governo do estado mineiro, Alexandre Kalil (PSD), que pela primeira vez durante a pré-campanha se reuniram publicamente.

Lula lançou a chapa ao lado do tucano no dia 7 de maio, e logo iniciou as viagens, com o intuito de formar os palanques estaduais. O tour deste início de divulgação dos projetos políticos da chapa, chamado de pré-campanha eleitoral, começou pelo estado de Minas Gerais, o segundo maior colégio eleitoral brasileiro. A tour começou em Belo Horizonte e, com o slogan do evento de abertura “Lula abraça Minas", integra parte da estratégia do PT de reforçar nos estados o retorno do ex-presidente à corrida presidencial, após 12 anos.

No Pará, Lula apoia a candidatura do atual deputado federal paraense Beto Faro ao Senado e, nos próximos meses, deve costurar outras bases de sustentação da campanha em território paraense.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA