Bolsonaro afirma em relação a Manaus: ‘fizemos a nossa parte’

Presidente classifica falta de oxigênio no Amazonas como ‘terrível’, mas diz que mandou recursos

Redação Integrada com informações do Estado de Minas

O presidente Jair Bolsonaro classificou como “terrível” a situação de Manaus, cujos os hospitais estão com pouco oxigênio para socorrer as pessoas acometidas por covid-19. Mas disse, na manhã desta sexta-feira, 15, que o governo fez  “a sua parte”. A apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou: "Agora, nós fizemos a nossa parte de recursos e meios".

"Hoje as Forças Armadas deslocaram para lá um hospital de campanha. O ministro da Saúde Eduardo Pazuello esteve lá na segunda-feira e providenciou oxigênio. Começou o tratamento precoce que alguns criticam - quem critica, não tome", disse o presidente que defendeu o uso de remédios sem comprovação.

O presidente também postou no Twitter valores que teria repassado ao Amazonas e para Manaus.

Alguns seguidores concordaram com o presidente, dizendo que haveria desvios de verbas federais, que Estados têm autonomia para gerenciar a crise de covid. Outros disseram que pode ter dinheiro, mas não há oxigênio para comprar. Outros lembraram que as aglomerações defendidas pelo presidente levaram à situação vista em Manaus.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA