Jovem de 19 anos é morto a facadas em briga que também deixou mulher ferida em Mãe do Rio

Mulher que confessou o assassinato alegou que foi atacada primeiro pelo rapaz

Na madrugada desta segunda-feira (13), a Guarda Municipal de Mãe do Rio, nordeste paraense, prendeu Antônia Cleonice Vieira dos Santos sob a acusação de ter matado Messias Wellington Cordeiro Chaves, de apenas 19 anos. O caso teria começado com uma briga e terminado com o assassinato do rapaz a facadas, em um episódio que também deixou a mulher ferida.

Segundo informações da Guarda Municipal, era pouco depois de meia-noite quando eles foram acionados para atender a uma ocorrência no bairro Tubilândia, rua 20 de Janeiro. Chegando ao local, eles encontraram o corpo do rapaz no chão, com curiosos ao redor, que informaram que a autora do homicídio estava trancada dentro de uma casa. 

Os agentes públicos foram até a residência e bateram na porta, que foi aberta pela mulher. Antônia estava ensanguentada e ferida, e confessou a autoria do crime. Segundo a mulher, tudo começou com uma briga de vizinhos, que foi evoluindo até se transformar em ameaças físicas. A mulher alegou que o rapaz foi até sua casa com uma facão nas mãos, e para se defender, ela deu uma facada nele primeiro. O corpo de Messias tinha vários cortes, mas a mulher disse que tinha desferido apenas um deles. Testemunhas contaram que viram a mulher correr atrás do rapaz para lhe atingir mais vezes com a lâmina. 

Ferida com um cortes profundos nas pernas e braços, Antônia foi autuada pelos guardas e levada na viatura para receber atendimento em um hospital público. A operação teve de ser cuidadosa, pois populares cercavam o veículo dos agentes e a casa da mulher, gritando que iriam linchá-la. Após ter sido atendida no centro médico, a assassina confessa foi levada para a Delegacia de Polícia Civil, onde passou pelos procedimentos cabíveis em casos de homicídio doloso. O corpo de Messias Wellington foi removido e levado para o Núcleo Avançado de Paragominas do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA