Por trás da tranquilidade, Ilha do Mosqueiro preocupa por índices altos de estupro de vulnerável

Uma das principais opções de lazer e refúgio de quem mora na capital paraense, a Ilha de Mosqueiro é conhecida pela calmaria que lhe rende até o apelido de "bucólica". Entretanto, por trás do distanciamento oferecido pelo distrito de Belém, que fica a cerca de 70 quilômetros da capital, está uma triste realidade vivida por crianças e adolescentes em vulnerabilidade: um alto risco de estupro em relação ao tamanho e característica da localidade. Só neste ano, os casos registrados já representam quase 70% do ano anterior, segundo apontam dados coletados pelo Conselho Tutelar de Mosqueiro.

Especiais