Sete mil filhotes de quelônios são soltos em reserva de Oriximiná

Ação contou com a participação de quilombolas, pesquisadores e representantes da comunidade local

Redação Integrada

Cerca de 7 mil filhotes de quelônios das espécies tracajá e pitiú foram soltos, dia 5 de dezembro, no Lago Erepecu, no interior da Reserva Biológica de Trombetas (Rebio), em Oriximiná. A ação foi acompanhada por mais de 200 pessoas, entre quilombolas, alunos das comunidades vizinhas, pesquisadores e funcionários de empresas apoiadoras. Esta é a primeira soltura da temporada de reprodução de 2019, que encerra em janeiro de 2020, com as Tartarugas da Amazônia, nos tabuleiros do Rio Trombetas.

No ciclo de 2018, que finalizou em janeiro deste ano, mais de 55 mil tartarugas das três espécies foram dispersas na natureza.

A iniciativa faz parte do projeto Quelônios do Rio Trombetas (PQT), desenvolvido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) em parceria com a Mineração Rio do Norte (MRN) e o Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ). Também conta com a participação de mais de 100 comunitários quilombolas voluntários, totalizando 27 famílias, que trabalham na proteção, manejo e monitoramento de ninhos, ovos e filhotes nos tabuleiros de desova, entre agosto e janeiro, período de estiagem do rio.

Essas ações com a população são realizadas desde 2003.

Com a intensificação da fiscalização nas praias, proteção dos ninhos e atividades de educação ambiental desenvolvidas com os quilombolas, os registros de nascimentos têm apresentado um bom resultado. Em 2017, o manejo de tracajá e pitiú apresentou o melhor quantitativo da história do PQT, com a soltura de cerca de 30 mil filhotes. Na temporada 2018, foram mais de 28 mil duas espécies. 

Também estão envolvidos no projeto o Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa), Fundo Brasileiro para A Biodiversidade (FUNBIO), Fundação de Desenvolvimento de Tecnópolis (FUNTEC), Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), WWF, Cooperação Alemã, KFW, Banco Mundial, GEF, Fundo Amazônia, BNDES, BID, Margaret A. Cargill Foundation, Gordon and Betty Moore Foundation, Anglo American e Polícia Militar do Estado do Pará.

A próxima soltura de quelônios será no dia 15 de janeiro de 2020, em uma ação que marca a finalização da temporada de reprodução da Tartaruga da Amazônia (Podocnemis expansa) na região dos Tabuleiros do Rio Trombetas. 

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM PARÁ