Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Chuvas dificultam mobilidade em Pacajá, Novo Repartimento, Marabá e Tucuruí

Transamazônica está nas piores condições, mas a BR-422 também tem 72 quilômetros intrafegáveis

Victor Furtado (com informações do Xingu 230 e Sistema Floresta de Comunicação)

Quatro municípios paraenses seguem prejudicados pelas chuvas intensas do últimos dias. As estradas principais de Pacajá, Novo Repartimento, Marabá e Tucuruí estão com trechos intrafegáveis. Muitos motoristas, principalmente caminhoneiros, se arriscam por caminhos improvisados. Só que essa alternativa costuma terminar em atoleiros, aumentando os problemas históricos de mobilidade em períodos chuvosos do estado.

Nesta sexta-feira (19), o nível do rio Pacajá, no município de mesmo nome, subiu além do esperado. As chuvas fortes contribuíram. Com isso, as pontes que ligam a cidade à rodovia Transamazônica (BR-230) ficaram comprometidos. Vários alagamentos não dão sossego aos moradores. Alguns já até haviam saído dos abrigos emergenciais, mas agora temem que talvez tenham de retornar. Desde março a cidade está em estado de emergência.

A BR-422, num trecho de 72 quilômetros, que liga Tucuruí a Novo Repartimento, também está em péssimas condições. Outro problema histórico e com sucessivas promessas de solução que não saem do papel. Os prefeitos das duas cidades tentaram recorrer aos deputados federais paraenses, na esperança de que pudessem intermediar algum contato com o Governo Federal. Os parlamentares sinalizaram positivamente para recursos que viabilizem os projetos e licenças necessárias. Mas nada disso será concluído rapidamente.

Entre Marabá e Novo Repartimento, outro trecho da Transamazônica está sem qualquer condição de atender à população. Desesperados, motoristas se sujeitam a pagar R$ 50 para usar um atalho, que não é tão melhor assim que a BR-230, por dentro de uma fazenda. As chuvas dificultam as duas rotas e aumentam os gastos já elevados para quem se desloca pelo modal rodoviário.

A recomendação dos órgãos de trânsito é de que os motoristas se mantenham alertas quanto à manutenção dos veículos, já que quanto pior a condição da via, mais danos os veículos sofrem.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ