Cem toneladas de feijão estragado e extintores vencidos são encontrados em depósito da Seduc

Helder Barbalho vistoriou o local e encontrou diversas irregularidades

Redação Integrada

Dois mil extintores de incêndio vencidos, centenas de cadeiras armazenadas de forma irregular e 100 toneladas de feijão estragados, foram algumas das irregularidades encontradas no almoxarifado da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), nesta quinta-feira (10), durante visita do Governador Helder Barbalho ao local. Na ocasião, o governador Helder e a comitiva que o acompanhou, encontraram também, mais de 7 mil livros, incluindo material didático novos, referentes ao ano de 2004, período da primeira gestão do ex-governador, Simão Jatene.

Helder encontrou ainda, a existência de centenas de cadeiras sem condições de uso, que estavam abandonadas em uma das áreas externas do prédio. O Governador solicitou que a Seduc entrasse em contato com a escola Salesiana do Trabalho e com o Emaús, para averiguar a possibilidade de serem recuperadas. Os outros materiais encontrados também terão destino, como o material didático, que por meio de chamamento público, poderão chegar a comunidades ou até mesmo serem aproveitados pela rede estadual ou municipal de ensino.

“Isto tudo é lamentável, demonstra claramente o descaso e faz com que possamos ter clareza dos motivos da educação pública no Pará ter chegado na realidade que chegou. Hoje somos o segundo pior IDEB do Brasil. Isso é fruto da incapacidade de gerenciar e ter uma estratégia pedagógica e valorizar a educação”, disse.

A secretária de estado de Educação, Leila Freire, afirmou que há um plano para os primeiros 100 dias de trabalho, quando será feito um levantamento situacional das escolas. “Isso para que a gente tenha certeza de onde devemos iniciar, quais são as prioridades. A partir daí, teremos um plano a médio e longo prazo, sempre trabalhando a partir desse laudo e colocando aquelas que são as prioridades, que são as emergências”, afirmou. 

 

 

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!