Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Veja 10 alimentos aliados da saúde do coração

Infartos, coágulos, entupimento de artérias e outras doenças podem ser prevenidas com

Fabrício Queiroz

O coração desempenha papeis importantes para a saúde do organismo. Esse órgão, em conjunto com os vasos sanguíneos, constitui o sistema circulatório, que leva o sangue para todo o corpo, além do oxigênio e outros nutrientes essenciais à vida. Por sua importância, o coração merece uma atenção adequada, que inclui desde o acompanhamento médico regular, mas também a valorização de medidas preventivas.

E uma das melhores formas cuidar da saúde e do bem-estar é ter uma alimentação saudável e equilibrada. No que se refere ao coração, a ciência já identificou uma série de alimentos que tem efeito positivo na manutenção do melhor estado de saúde, contribuindo inclusive para a prevenção de doenças cardiovasculares. Confira uma lista com alguns dos alimentos que fazem bem ao coração.

VEJA MAIS

Hospital do Coração realiza cirurgia neurológica inédita e de alta complexidade
Uma paciente com malformação neurológica na área da linguagem foi curada por meio da cirurgia acordada

1. Azeite de oliva

A ingestão de gorduras adequadas e que auxiliam no controle dos níveis de colesterol é de grande importância para a saúde do coração. Devido às suas características, o azeite de oliva é um dos alimentos mais indicados para uma alimentação mais equilibrada e saudável.

Diferente do óleo de soja, que tem em sua composição gorduras saturadas, o azeite de oliva é rico em ômega 9, um ácido graxo monoinsaturado, cujo consumo regular auxilia na redução do colesterol ruim (LDL). Dessa forma, se diminui a quantidade de gordura obstruindo o fluxo sanguíneo, o que pode levar a casos de acidentes vasculares cerebrais (AVC), por exemplo. Além disso, as versões extravirgem do azeite são ainda mais benéficas, já que tem mais antioxidantes e forma menos radicais livres, mantendo a vitalidade das células.

2. Aveia

No mesmo sentido, a aveia também pode dar uma grande contribuição para manter o organismo saudável. Este cereal é rico em fibras, como a betaglucana, que diminui a absorção de LDL, além de controlar o nível de açúcar no sangue. Por isso, o consumo de aveia é recomendado para combater o diabetes, que é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardíacas.

Vale ressaltar a versatilidade da aveia e as diferentes formas de inseri-la na alimentação. Algumas opções de consumo incluem adicioná-la ao iogurte, em vitaminas, na produção de pães, saladas de frutas e mingaus.

3. Frutas vermelhas

A ingestão regular de frutas também é crucial para qualquer dieta. Em meio a tantas variedades e sabores, as frutas vermelhas se destacam, pois fornecem não só vitaminas, minerais e fibras, mas também componentes antioxidantes, especialmente as antocianinas.

São esses compostos bioativos que conferem ao morango, à framboesa, à cereja e ao açaí as suas cores vermelhas e roxas, bem como tornam esses alimentos poderosos aliados para a prevenção de doenças cardiovasculares, neurodegenerativas, metabólicas e até diversos tipos de câncer.

4. Abacate

Outra fruta que merece atenção é o abacate, que é fonte de ômega 9, ou seja, tem gorduras monoinsaturadas, potássio e vitaminas do complexo B. Com essa composição poderosa, o abacate contribui para proteger a saúde do coração, pois diminui o risco de formação de coágulos, que podem entupir as artérias e levar a quadros de infarto do miocárdio.

5. Vegetais

Uma alimentação bem balanceada e saudável também passa pelo consumo de vegetais. Quando se fala em benefícios para o coração, os vegetais verde-escuros, como a couve, a rúcula, a chicória, os brócolis, o espinafre e outros trazem uma grande contribuição. Esses alimentos possuem, entre outras propriedades, fibras, magnésio e potássio, que ajudam na manutenção da pressão arterial em níveis adequados.

6. Peixes

O ômega 3 é um dos tipos de gorduras mais benéficas para o organismo. Ela é gordura poli-insaturada, que tem ação anti-inflamatória natural, bem como contribui o controle da pressão arterial, do colesterol e dos triglicerídeos, sendo seu consumo altamente recomendado por diferentes especialistas.

Especialistas recomendam consumo de peixes ricos em ômega 3, como a sardinha (Pixabay)

Esse nutriente é bastante encontrado em peixes como o atum, o salmão e a sardinha. Isso significa que é fácil encontra-lo em diversas versões no mercado, seja frito, em patês, sushis e outras preparações bastante acessíveis e que agradam a todos os paladares.

7. Alho

Na hora de temperar seus pratos, certamente o alho está entre os ingredientes utilizados. Essa planta está presente na cozinha de todo mundo e há muito tempo já é utilizado por suas propriedades terapêuticas, como tratamento de tosses e resfriados.

Mas o alho também pode colaborar com a saúde cardiovascular, já que tem compostos sulfúricos. Um deles é chamado alicina, que tem ação antioxidante, bactericida e anti-inflamatório. Além dos refogados, especialistas recomendam seu consumo cru para potencializar seu efeito vasodilatador, favorecendo o controle da pressão arterial e a diminuição do risco de infarto agudo do miocárdio.

8. Castanhas

Os diversos tipos de oleaginosas também são necessários em um cardápio visando os benefícios para o coração. A castanha-do-Pará, amendoim, nozes, castanha de caju, amêndoas e outras são tem proteínas, fibras insolúveis, vitaminas e minerais e outros nutrientes em sua composição. Pesquisadores já comprovaram que o consumo rotineiro de apenas 50 gramas desses vegetais contribui para fortalecer o sistema imunológico e prevenir doenças cardiovasculares, alguns tipos de câncer e o diabetes.

9. Vinho

Os cuidados com o coração podem se manter presentes mesmo nos momentos de descontração e relaxamento. Nesses casos, uma indicação é a ingestão de vinho, pois esta bebida é produzida com base na fermentação alcoólica do suco da uva. Como já se viu anteriormente, alimentos com cores vermelhas e roxas tem ação antioxidante que é benéfica ao organismo.

O vinho pode ser aliado da saúde cardiovascular, mas deve-se evitar excessos (Pixabay)

O vinho também faz parte da chamada dieta mediterrânea, que há séculos vem sendo estudada por demonstrar o impacto da alimentação adequada na longevidade. Apesar de saudável, é importante ressaltar que o consumo de vinho deve ser moderado, com cerca de 300 ml por dia. Além disso, a ingestão da bebida só é recomendada mediante autorização médica, já que cada indivíduo tem condições de saúde particulares. 

10. Chocolate amargo

Mesmo o doce mais popular e consumido no mundo pode ser um grande aliado da saúde. O chocolate é produzido a partir do cacau, uma fruta rica em flavonoides, substâncias com ação anti-inflamatória, antioxidante e que auxiliam na vasodilatação.

No entanto, para que o chocolate possa ser inserido nessa dieta de cuidado cardiovascular é necessário privilegiar os produtos com maior teor de cacau, a partir de 70%, e em quantidades moderadas. Nesse caso, também é necessário buscar a orientação médica para saber se o alimento é indicado na sua dieta.

Com isso, percebe-se que uma alimentação saudável não tem restrições, mas sim uma enorme variedade e inúmeros benefícios a curto, médio e longo prazo para todo o organismo. Para saber mais sobre os melhores cuidados com saúde cardiovascular, conte com a assistência especializada do Hospital do Coração do Pará. Cliquei aqui e conheça.

Hospital do Coração do Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!