Janeiro Branco: cuidados com a saúde mental são urgentes

Casos de depressão e ansiedade aumentaram 25%, de acordo com a OMS

Ana Paula Gama
fonte

Durante todo o mês de janeiro, é realizada a campanha Janeiro Branco, que tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância de cuidar da saúde mental para conquistar uma vida equilibrada e saudável, seja no âmbito pessoal ou profissional. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o conceito de saúde mental trata-se de um estado de bem-estar que faz com as pessoas percebam suas próprias habilidades e consigam ter uma rotina produtiva.

Com profissionais especializados, o Hospital Adventista de Belém faz parte dessa ação e cuida da saúde da mente dos seus pacientes e colaboradores, com palestras e serviços de psicologia.

Segundo Nattasha Magalhães Silva, psicóloga do Hospital Adventista de Belém, corpo e mente são ligados, logo um exerce uma influência no outro. “Então, para falarmos de bem-estar é preciso pensar no todo, por isso a saúde mental também deve ser uma prioridade na vida das pessoas”, explica.

A profissional revela que, em 2022, a OMS lançou uma grande revisão mundial sobre a saúde mental, disponível no site da Organização Pan- Americana da Saúde (OPAS). Os dados informam que a sociedade precisa voltar a atenção para a saúde da mente.

“Eles apontam que a depressão e a ansiedade aumentaram em 25% na população, entre várias outras enfermidades que também agravaram seu número após a pandemia de covid-19”, acrescenta Nattasha.

VEJA MAIS

image Exame de próstata: desmistificando o exame do toque retal
Procedimento indolor é essencial para o diagnóstico do câncer de próstata

Sinais

Muitos sinais indicam o adoecimento mental, os mais comuns são:

- Isolamento social;

- Cortes no corpo;

- Tristeza;

- Irritabilidade;

- Ansiedade;

- Mudanças de humor;

- Insônia;

- Surgimento de somatizações, que é quando a mente está em conflito e manifesta os sintomas no corpo;

- Estresse.

A psicóloga destaca que as somatizações ocorrem por serem uma desregulação do organismo, como dificuldade respiratória, taquicardia, cefaleia e dor no peito. Geralmente, as somatizações podem ser confundidas com algum adoecimento orgânico, porém, após a investigação médica, podem ser identificadas como consequências de problemas mentais.

Outro ponto que deve ser observado é o isolamento social, pois ele impede que os familiares e amigos observem os outros sinais de adoecimento mental, conforme pontua Nattasha Magalhães.

“Para atuarmos na prevenção de saúde mental, é fundamental que estejamos atentos aos nossos pares, ou seja, colegas de trabalho, amigos e familiares, que passam a apresentar sinais de isolamento e silenciamento, pois são muitas vezes os mais graves por serem pessoas que não percebem que estão doentes”, ressalta.

A seguir, confira, 5 hábitos que são essenciais para manter a saúde da mente:

1. Convívio social com pessoas que façam bem;

2. Ter boas noites de sono;

3. Manter uma alimentação saudável;

4. Praticar exercícios físicos;

5. Autoconhecimento.

O Hospital Adventista de Belém dispõe de uma equipe altamente capacitada e acolhedora para realizar acompanhamento psicológico. Para agendar consultas e exames, entre em contato por meio dos números: (91) 3084-7533 ou (91) 3194-1133. Clique aqui e saiba mais.

Hospital Belém
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!