Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Inchaço na pele pode ser crise causada por angioedema

Saiba as características da doença que atinge lábios, olhos, mãos, pés e região genital

Paloma Lobato

O angioedema corresponde a um inchaço profundo da pele, que pode afetar principalmente os lábios, mãos, pés, olhos ou a região genital. Com uma duração média de três dias, a crise pode se tornar extremamente desconfortável para o paciente, principalmente quando o inchaço vem acompanhado de sensação de calor, ardor e dor na região afetada.

Existem diversos tipos de angioedema, mas o mais comum entre eles é o alérgico, que atinge pessoas com alergia a algum tipo de alimento, assim como medicação, veneno, pólen ou pelos de animais.

VEJA MAIS

Como aceitar o envelhecimento e vivê-lo de maneira saudável
Construir uma rotina com hábitos saudáveis é o primeiro passo para envelhecer bem

Confira os benefícios da atividade física para a saúde
Exercícios físicos promovem o bem-estar físico e mental

Quais os riscos

De acordo com o dermatologista do Sistema Hapvida, Diogo Pazzini Bonfim, em alguns casos, pode haver uma reação alérgica grave. Nesse tipo de incidente, a língua e as vias aéreas podem inchar, dificultando a respiração do paciente, podendo levá-lo a óbito.

"O inchaço vai comprometer as vias aéreas, levando a uma dificuldade de respirar e, consequentemente, risco de vida", explica o profissional. O especialista ressalta ainda que, em situações graves, o ideal é que o paciente busque assistência médica imediata e, também, investigue quais fatores podem estar desencadeando a doença.

Causas e tratamento

Entre os principais fatores que podem desencadear as crises estão traumas, estresse, infecções, cirurgias, menstruação, estrogênio, procedimentos dentários e até mesmo o uso de antihipertensivos. Além disso, várias doenças, entre elas o câncer, também podem ter relação com o angioedema.

O tratamento contra a doença, nos casos mais leves, não exige um procedimento específico, porém, é fundamental identificar as causas, a fim de evitar novas crises. Já em situações mais graves, o primeiro passo é a busca de um profissional especializado.

"Quando o angioedema se torna recorrente, é fundamental buscar um médico dermatologista para poder fazer uma investigação e descobrir quais são as possíveis causas", finaliza o dermatologista.

Hapvida
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!