Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

VÍDEO: Solta o grito, Leão! Remo supera Vila Nova nos pênaltis e é campeão da Copa Verde

Depois do 0 a 0 no tempo regulamentar, Vinícius defende duas cobranças e Leão vence por 4 a 2 nas penalidades máximas

Pedro Cruz e Caio Maia / O Liberal

Depois de um um 0 a 0, o Remo superou o Vila Nova e se sagrou campeão da Copa Verde de 2021 em pleno Baenão, para o delírio da torcida. O Leão superou os colorados nas cobranças de pênaltis por 4 a  2. Com a vitória, os azulinos garantem vaga direta na terceira fase da Copa do Brasil do ano que vem, além de uma premiação de R$ 150 mil - um montante de quase R$ 2 milhões.

Além disso, o título do torneio regional marca também o fim da temporada azulina. O clube, agora, foca suas atenções da reformulação do elenco para 2022 e planejamento da pré-temporada, que deve iniciar em janeiro, com o Campeonato Paraense.

Assista aos melhores momentos:

O JOGO

Em casa, o Remo fez valer o mando de campo. Mesmo sem sufocar o adversário, o time azulino dominou a primeira etapa, criou as melhores chances e quase saiu à frente no placar, mas esbarrou no goleiro Georgemy. 

As principais jogadas do Leão foram executadas pelo lado esquerdo do campo, aproveitando a velocidade de Ronald, titular da equipe pela primeira vez com Eduardo Baptista. O ponta esquerda, usando a camisa 7, deu trabalho à defesa do Vila Nova.

Legenda (Thiago Gomes/ O Liberal)

Lá e cá

O meia Felipe Gedoz também foi bastante ativo na etapa inicial exercendo sua principal característica, que é a armação de jogadas. Assim que a defesa recuperava a bola, logo o encontrava para que iniciasse os contra-ataques.

Aliás, foi do camisa 10 a principal oportunidade de gol do primeiro tempo: após cruzamento de Ronald, pela esquerda, Neto Pessôa raspou de cabeça e Gedoz acertou um sem pulo, de primeira, batendo cruzado. Georgemy, porém, fez grande defesa, salvando o Tigre aos 38 minutos.

Do outro lado, o Vila Nova também poderia ter inaugurado cedo o placar. Foram pelo menos duas oportunidades de Diego Tavares, de dentro da área, aproveitando-se de vacilos da defesa remista, mas o atacante do time colorado pecou nas finalizações.

Mesma toada

Torcida do Remo fez a festa na segunda etapa (Igor Mota/ O Liberal)

No segundo tempo, o Remo seguiu melhor em campo. O Vila Nova parecia jogar “por uma bola”, esperando um erro dos azulinos. Mas, mesmo dominando as ações, o time paraense não conseguia mais forçar defesas de Georgemy. 

O técnico Eduardo Baptista, então, lançou o Leão mais ao ataque com mexidas ofensivas: colocou Raimar, Jefferson e Lucas Tocantins. Este último, no entanto, ficou apenas quatro minutos em campo, pois sentiu lesão no tornozelo. Tiago Mafra foi acionado. 

Vila equilibra o jogo

Com o passar o tempo e o placar mantido em 0 a 0, o Remo foi ficando mais tenso em campo e perdeu o ímpeto. Assim, a partida ganhou contornos interessantes para o Tigre, que se aproveitou da tensão azulina para “cozinhar” o jogo e levar até as penalidades.

São Vinícius

Vinícius foi o herói do título azulino (Thiago Gomes/ O Liberal)

Quem já era "canonizado" pela torcida, virou parte definitiva da história neste sábado. Durante as cobranças de pênalti, brilhou a estrela do "paredão vereador". O arqueiro azulino pegou duas cobranças - de André Krobel e Johnatan Cardoso - e colocou o Leão na frente. Do outro lado, o Remo não errou nenhuma penalidade. Sobrou a Fredson a horna de fazer o último gol colocar mais um título na história remista.

Vinícius defendeu duas cobranças de pênaltis (Igor Mota/O Liberal)

Ficha técnica

Remo 0 (4) x (2) 0 Vila Nova
Copa Verde - Final (jogo de volta)
Data: sábado (11)
Horário: 17h
Arbitragem: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Vanderson Antonio Zanotti (ES)
Quarto árbitro: Arthur Gomes Rabelo (ES)
VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (FIFA/ES)

Cartões amarelos: Lucas Siqueira e Tiago Mafra (REM) | Éder Monteiro e Clayton (VIL)

ESCALAÇÕES

REMO: Vinícius; Kevem, Fredson, Marlon e Igor Fernandes (Raimar); Pingo, Lucas Siqueira (Curuá) e Felipe Gedoz; Erick Flores (Lucas Tocantins, Tiago Mafra), Ronald (Jefferson) e Neto Pessôa. Técnico: Eduardo Baptista.

VILA NOVA: Georgemy; André Krobel, Rafael Donato, Renato e Bruno Collaço; Éder Monteiro, Pedro Bambu (Tiago Real), Moacir e Rafael Silva (Cardoso); Diego Tavares e Clayton. Técnico: Higo Magalhães.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM REMO

MAIS LIDAS EM ESPORTES