Sede social do Remo é colocada em leilão com valor orçado em R$ 15 milhões

Clube admite débito e tenta cancelar a praça

Nilson Cortinhas

Por conta de débitos tributários, a sede do Clube do Remo irá a leilão marcado para o próximo dia 17 de julho. O anúncio está num site de leilão (clique aqui). O imóvel, localizado na Avenida Nazaré, região nobre de Belém, está orçado em R$15 milhões.  

Diretor Jurídico do Clube do Remo, o advogado Pietro Alves admitiu que a estratégia da administração azulina é cancelar o leilão, prática que ocorre há algum tempo nos clubes paraenses. Ele confirmou que a marcação do leilão se deu por conta de parcelas em atraso de tributos. O débito, de acordo com Pietro, é de aproximadamente R$100 mil. "Nós já estamos trabalhando para sustar. Nós vamos quitar as parcelas em atraso", disse Pietro.  

A situação se prolonga desde a gestão do presidente Raimundo Ribeiro (2007-2008). O acordo de pagamento não foi cumprido por gestões anteriores a do atual presidente, Fábio Bentes. 
 

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!