Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Noites de sono perdidas e longas viagens; Remo sofre com desgaste na Série B

Clube viajou mais de 6 mil quilômetros na semana passada e neurologista fala dos efeitos de noites em claro

Fabio Will

O Remo é o único clube do Norte na Série B 2021. O clube paraense iniciou a competição com uma maratona de jogos e com viagens longas e muito próximas, acarretando várias complicações do elenco azulino para as partidas.

Veja mais
. Com sequência cansativa, não ter jogo com Avaí agrada volante do Remo

A distância é um dos fatores que já prejudica pessoas comuns e também atletas. São horas sentados no avião, muitas vezes sem conforto, já que muitos atletas são altos e o espaço é mínimo, prejudicando o rendimento dos atleta, porém, os clubes tentam minimizar essa situação com exercícios, alongamentos.

Na semana dos jogos contra o Atlético-MG pela Copa do Brasil e contra o Botafogo pela Série B, o Remo viajou mais de 6 mil quilômetros até retornar a Belém em quatro dias. Isso se potencializa com as escalas que são muitas e que ficaram ainda mais longas pela malha aérea do país nesse momento de pandemia.

Viagens na madrugada

Outro fator prejudicial são as noites em claro. A maioria das viagens realizadas pelo Remo nesta temporada foram feitas na madrugada, isso afeta diretamente o desempenho dos jogadores, tanto nos treinos, quanto nos jogos. A informação foi repassada pelo médico neurologista Ronaldo Neves.

“Para exercer qualquer atividade uma noite de sono perdida jamais é recuperada. A pessoa pode descansar à tarde, dormir pela manhã, mas não consegue recuperá-la por completo. Isso causa várias situações, como cansaço, dor de cabeça, alteração no humor”, disse.

 

Protocolo

O Remo através do profissionais que trabalham no Núcleo Azulino de Saúde e Performance (NASP), está trabalhando na apresentação de um protocolo médico para tentar minimizar os efeitos do sono e das várias horas de viagens. A intenção é que o protocolo na sua primeira fase já na próxima semana pelo clube.

Logística

Além do protocolo, outras ações podem ser realizadas pelo Leão, buscando uma melhor logística para as viagens, além de um tempo maior para descanso, que acarreta em custos para o clube, já que são necessárias diárias extras em hotéis. O assunto foi falado por Bentes em uma coletiva realizada no Baenão, onde ele cita os altos custos de manter o clube na Série B, saindo de uma realidade de um jogo por semana para dois.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM REMO

MAIS LIDAS EM ESPORTES