Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Hoje no Remo, Marlon revela dificuldades, incentivo, sonhos e realizações ao lado da mãe

Jogador vai passar o Dia das Mães ao lado da Dona Socorro e revela sonho conquistado através do incentivo dela

Fábio Will

O domingo das mães é um dia especial na família do jogador Marlon, do Clube do Remo. Depois de anos longe de Belém, a família Farias enfim terá um Dia das Mães recheado de carinho, amor e gratidão. Marlon, de 35 anos, paraense e que há anos atuava longe de Belém, hoje terá a felicidade de abraçar e passar a data com a Dona Socorro Farias.

De origem humilde e criado em Icoaraci, Marlon sempre teve o sonho de dar um conforto à sua mãe e familiares e hoje, com a carreira já consolidada, mostra que valeu o esforço e acreditar em um futuro melhor.

“Esse ano será especial. Passei tanto tempo longe de Belém, voltei e vou passar o dia das mães junto dela, não tem coisa mais gratificante que isso, estar perto dela, com a sua família e eu sou uma pessoa privilegiada. Minha mãe é tudo para mim, sempre esteve do meu lado eu só tenho orgulho dela, pois o pouco que ela tinha, sempre procurou dar sempre o melhor para minha irmã e para mim”, disse.

Marlon atuando pela Tuna. Atualmente o jogador defende o Remo (Ary Souza / Arquivo OLiberal)

VIROU REALIDADE

Marlon sempre lutou para ter o seu espaço, dentro e fora de campo. O sonho de ter uma casa própria virou realidade e hoje o jogador vive com a família no mesmo bairro de Icoaraci.

“Tenho muito orgulho de falar para todos que tenho minha casa própria, minha mãe mora comigo, temos uma casa bonita, onde posso dar um conforto melhor, pois sei tudo que ela passou. Me sinto orgulhoso e feliz por ter minha mãe ao meu lado. Ela que sempre foi o meu principal incentivo no futebol, ajudou, torceu por mim em todos os clubes. Minha vó também me incentivou bastante, mas infelizmente perdemos ela em 2015”, falou.

Marlon foi peça fundamental no acesso do Remo à Série B (Silvio Garrido)

ORGULHO 

Dona Socorro Farias se considera uma pessoa realizada. Ter os filhos por perto em uma data tão especial e o momento de pandemia, faz com que o carinho supere as dificuldades.

“Me sinto uma mãe realizada, pois nos últimos anos sempre passei o dia das mães com a minha nora, meus netos e minha filha. Hoje é um privilégio passar esse dia com o meu filho, esse ano é um sonho realizado. Foi um sonho ter a casa própria que realizei com meu filho e família. Sou realizada por tudo que conquistamos e agradeço a Deus por isso”, comentou.

Dona Socorro foi a maior incentivadora de Marlon no futebol (Cláudio Pinheiro / OLiberal)

RECADO

Ser mãe de jogador de futebol é complicado, filho longe, viagens, sem muito contato, a saudade aperta e Dona Socorro relembrou esses momentos e deixou um recado para as mamães de atletas.

“Nunca desistam de seus filhos, dando apoio, incentivando como fiz com o Marlon. Sempre me dediquei aos meus filhos, acredite nos sonhos deles, que Deus vai sempre honrar”, finalizou.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM REMO

MAIS LIDAS EM ESPORTES