Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

PESQUISAR

Cheio de gás: Albano cita Gedoz e revela motivos de não ter vindo ao Remo em 2021

Em conversa com O Liberal, jogador falou do 'namoro' de tempos com o Leão e traçou metas a serem atingidas no clube azulino. 

Caio Maia

"Vim aqui escrever a minha história". É com esse objetivo que o meia Albano chega a Belém para defender as cores do Remo. O jogador, que já estreou com a camisa azulina, ganhou o carinho da torcida logo na estreia. Em Sergipe, o meia foi responsável pelo gol da vitória azulina diante do Confiança-SE, pela Série C.

Em conversa com o Núcleo de Esportes de O Liberal, o jogador falou sobre o "namoro" com o Remo, que já ocorre há alguns meses, desde quando o jogador defendia a Aparecidense-GO. Além disso, o meia detalhou o processo de adaptação a Belém e revelou os motivos de não ter vindo para o Leão no ano passado.

Confira a entrevista:

Como foi a receptividade, a adaptação no Remo e o clima de Belém?

R: Eu fui muito bem recebido, pela torcida, pelos companheiros, pela comissão técnica e pelo staff todo do clube. Fiquei bastante feliz com tudo isso. Em relação ao clima, eu ainda tô apanhando um pouquinho. É muito quente. Em Goiás é quente, mas aqui em Belém é um pouco mais cruel. Ainda descobri que não estamos nem na parte mais quente do ano, mas estou me adaptando.

Como foi receber o interesse do Remo no ano passado? Quais os motivos de não ter fechado?

R: No ano passado eu tive um destaque na Aparecidense e isso despertou um interesse do Remo. Fiquei muito feliz com o interesse, porque se um clube como Remo tem interesse em mim é sinal que meu trabalho está sendo reconhecido.

Qual o motivo de ter escolhido o Goiás na época?

R: Naquela época, pelo o que eu me lembre, o Goiás tinha oferecido um ano a mais de contrato. Eu já estava no estado, acostumado com a cidade, o clima, o ambiente. Então, preferi acertar com o Goiás.

Como você encara a responsabilidade de substituir o Gedoz, um jogador que tinha um peso no Remo?

R: O Gedoz é um grande jogador. Ele tem sua história, sua marca. Acabou que ele saiu e eu vim pra deixar a minha marca e a minha história, sendo vencedor. Você só deixa marca num clube se você vence, se você conquista algo. Esse é o meu objetivo no Remo.

Nas redes sociais a torcida brinca com o teu nome, por ser o mesmo de uma marca de refrigerante. Leva isso na esportiva, já se acostumou?

R: Levo na esportiva sim. Pessoal me marca em postagem em redes sociais, diz que eu tenho gás, que não é igual refrigerante. Pessoal me marca tomando um refri também. Eu acho legal, dou risada. Levo muito na esportiva e acho isso bem bacana. 

Palavras-chave

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM REMO

MAIS LIDAS EM ESPORTES