Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Classificado, Paysandu perde na Curuzu e 'salva' Floresta-CE do rebaixamento na Série C; vídeo

Raphael Luz garante 'lei do ex' ao marcar o único gol da partida e confirmar a vitória do time cearense por 1 a 0, encerrando invencibilidade do Papão em casa

Pedro Cruz

O Paysandu perdeu para Floresta por 1 a 0 no encerramento da primeira fase da Série C, mas o resultado não afetou em nada a situação do time bicolor no Brasileiro. Classificado e dono da vice-liderança, o Papão continua vivo na competição. Apesar do placar adverso na Curuzu, na noite deste sábado, a equipe alviceleste teve boa atuação e criou muitas oportunidades para virar o placar, porém esbarrou nas boas defesa do goleiro adversário.

> Confira a tabela atualizada da Série C do Brasileiro

O revés em casa manteve o time na segunda colocação da Terceirona, com 33 pontos. Com isso, o Paysandu também já conheceu os adversário do quadrangular do acesso: Figueirense (3º), ABC (6º) e Vitória (7º). O ponto alto do confronto da Curuzu foram as duas comemorações da torcida bicolor - que vibrou com os gols marcados pelo Botafogo-SP sobre o grande rival, o Remo, que não segue mais na competição.

Próximo compromisso

O Paysandu já volta a campo pela segunda fase no final de semana que vem. A CBF ainda vai confirmar a tabela detalhada do quadrangular, mas o adversário da primeira rodada será o Vitória, em Salvador, no dia 20 ou 21 de agosto. A estreia em casa será contra o ABC, dia 27 ou 28 de agosto. Confira a sequência bicolor na segunda fase:

  • 20 ou 21/08 - Vitória x Paysandu
  • 27 ou 28/08 - Paysandu x ABC
  • 03 ou 04/09 - Figueirense x Paysandu
  • 10 ou 11/09 - Paysandu x Figueirense
  • 17 ou 18/09 - ABC x Paysandu
  • 24 ou 25/09 - Paysandu x Vitória

Primeiro tempo

O jogo saiu do zero logo cedo. Aos 9, em cobrança de escanteio, Raphael Luz se antecipou à saída do goleiro Thiago Coelho e desviou de cabeça para o fundo do gol, abrindo o placar na Curuzu. Era a "lei do ex" se fazendo presente, já que o meia-atacante passou pelo Papão em 2016.

> Veja como foi o jogo Lance a Lance

Mas o time bicolor respondeu rápido, só dois minutos depois. Igor Carvalho levantou na área da direita, Pipico cabeceou e Marcão conseguiu espalmar no reflexo. A bola sobrou para Brey, que arriscou da entrada da área, mas mandou para fora, errando por pouco o alvo.

É fato que apesar do mando de campo ser bicolor e a Curuzu estar praticamente lotada, o maior ímpeto do primeiro tempo era do Floresta. O time cearense precisava da vitória para se salvar do rebaixamento, enquanto o Paysandu, garantido na segunda fase, jogava o básico para não correr o risco de perder jogadores por lesões ou até mesmo possíveis expulsões para a etapa decisiva da Terceirona.

Bicolores sem agonia

Assim, mesmo quando ficou atrás no placar, o Papão não acelerou demais o jogo e tentou controlar a bola, mantendo a posse; ou trabalhou a jogada com mais calma e precisão. O Floresta era mais veloz, mas acabava cometendo mais erros não forçados.

Raphael Luz, que jogou no Paysandu em 2016, cumprimenta técnico Leston Junior após marcar o gol do Floresta na Curuzu (Igor Mota/O Liberal)

A reta final da primeira etapa apresentou um jogo mais ao gosto alviceleste, até porque a menor pressa culminou, também, com o menor desgaste do time da casa. O Floresta cansou mais, porém pouco perigo sofreu. O time bicolor criou chances para virar, mas ainda assim terminou a etapa inicial derrotado. Pouco antes do fim do primeiro tempo, muita vibração nas arquibancadas da Curuzu: a Fiel comemorou o gol do Botafogo-SP sobre o Remo, que eliminava o grande rival da Série C.

Segundo tempo

Leston Junior decidiu segurar o resultado. No intervalo, sacou o meia Alason para colocar o volante Dudu com a intenção de reduzir os espaços no meio-campo e dificultar as ações do Papão. A vitória, por menor que fosse, era suficiente para assegurar a permanência do time cearense na Série C.

Assim, o Paysandu teve maior domínio territorial, trocas de passes envolventes, mas pouco poder de decisão. O Floresta, em contrapartida, investiu nos contra-ataques. E quase ampliou a vantagem aos 12, só que Carlos Renato, livre na área, finalizou mal e a bola ficou com Thiago Coelho.

Marcão fez grandes defesas e foi um dos responsáveis pela vitória do Floresta em Belém (Igor Mota/O Liberal)

Já aos 18 foi a vez do Paysandu, enfim, quase marcar. Serginho recebeu na entrada da área e bateu colocado, mas o goleiro Marcão conseguiu tirar com a ponta dos dedos. Aos 26, Serginho mais uma vez viu Marcão evitar um gol seu após um chute que desviou na zaga; e, aos 32, Marcão espalmou outro chute do camisa 37 - este, de fora da área.

Ficha técnica

Paysandu 0 x 1 Floresta-CE
19ª rodada da Série C 2022
Data: sábado, 13 de agosto
Horário: 17h
Local: Estádio da Curuzu, em Belém

Arbitragem: Thiago Luis Scarascati (SP)
Auxiliares: Daniel Luis Marques (SP) e Miguel Caetano Ribeiro da Costa (SP)
Quarto árbitro: Gustavo Ramos Melo (PA)
Cartões amarelos: Patrick Brey (PAY); Alason e Lucas Rodrigues (FLO)

Paysandu: Thiago Coelho; Igor Carvalho (Serginho), Genilson, Naylhor e Patrick Brey; Mikael (Jean Henrique), João Vieira (Dalberto) e José Aldo; Robinho, Pipico (Dioguinho) e Marlon (Alessandro). Técnico: Márcio Fernandes.

Floresta-CE: Marcão; Lucas Rodrigues, Mailson, Perema e Fábio Alves; Jô Almeida, Thalison (Rendel) e Alason; Carlos Renato (Yago Rocha), Raphael Luz (William) e Flávio Torres (Luan Louzã). Técnico: Leston Júnior.

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES