Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Do 40 Horas em Ananindeua para a Seleção: conheça Leony Pinheiro e o breaking, a nova modalidade olímpica

A vitória de Leony último final de semana em um evento transmitido em TV aberta, mostrou a força do breaking paraense

Fabio Will

O ano de 2022 começou de um jeito especial para o paraense Leony Pinheiro, que é dançarino de breaking. Morador do bairro do 40 Horas, em Ananindeua, Leony conquistou no último final de semana, no Rio de Janeiro, o 1º Breaking de Verão, do Esporte Espetacular, ao vencer o b-boy Sunni, da Inglaterra, na grande final. Para coroar o bom início de temporada, o paraense foi convocado para a Seleção Brasileira e entra de vez na luta por uma vaga nos Jogos Olímpicos de Paris, em 2024.

Em conversa com a equipe de esportes de O Liberal, Leony falou do seu início no breaking, preconceitos, dificuldades, além da cena de Belém e suas peculiaridades.

"O início foi em 2008, na Praça do Mercado de São Brás. Foi amor de primeira e o breaking me escolheu. Fiquei louco observando aquelas pessoas dançando, a música, os movimentos, tudo isso não saiu da minha mente por um bom tempo até eu iniciar na dança em um projeto social do amigo e Kekeu, na Escola Vilhena Alves, em Belém", disse.

Falta de apoio

A vitória no último final de semana em um evento transmitido em TV aberta, mostrou a força do breaking paraense. Para Leony, a cena da dança em Belém é forte demais, mas precisa de apoio para que novos talentos possam vingar na modalidade.

"Somos marginalizados e isso muitas vezes não permite um crescimento de uma forma legal, consolidada. É necessário firmar nosso pé, batalhar mesmo todos os dias por um espaço, por apoio. O Pará é forte demais, uma cultura rica, que tentamos colocar também nas nossas coreografias e isso chama atenção, somos poderosos culturalmente e isso abre caminhos. Sempre procuro colocar o molejo do brega, do carimbó nas minhas apresentações e vem dando certo ", contou.

Assista

Persistência

O apoio em casa nunca faltou, mas ele confessa que alguns comentários de tios e pessoas próximas o deixavam triste, mas o sonho era maior e decidiu seguir na vida e hoje é um dos dançarinos destaques do Brasil.

"Tenho pessoas que me apoiaram na minha caminhada, minha mãe é uma delas e vários amigos, mas sempre rola aquele parente chato, que fala o que não sabe, mas segui o meu sonho de ser dançarino e hoje estou colhendo os frutos da minhas persistência", falou.

Seleção brasileira 

Nesta semana Leony foi convocado para a Seleção Brasileira de Breaking e passará por exames e irá ter treinos no centro olímpico no Rio de Janeiro.

"Recebi o comunicado que fui convocado para a Seleção Brasileira. Isso é extremamente importante para o breaking paraense. Fiquei feliz em saber que fui escolhido, retornarei ao Rio de Janeiro no próximo dia 8, teremos que cumprir algumas agendas e depois é focar e trabalhar para buscar uma vaga em Paris", disse.

Entenda um pouco mai sobre o breaking

O breaking é uma cultura americana criada nos anos 70, que é um estilo de dança do hip hop, ele ganhou destaque também como manifestação social e política. É uma dança que envolve giros, acrobacias e saltos, disputados entre os b-boys e as b-girls que é como são conhecidos os dançarinos.

No breaking existem vários tipos de disputa (batalhas), que são: individual, crew (5 x 5) e duplas (masculino, feminino e misto). Alguns critérios são importantes na pontuação, como variedade, criatividade e performance.

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES