Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Lucas Lima não consegue se explicar para direção do Palmeiras e opta por manter silêncio

Flagrado por torcedores na madrugada paulista, o meia está afastado do Palmeiras por tempo indeterminado

LANCE!/NOSSO PALESTRA

Depois de ser flagrado por torcedores ao sair de um local público, no início da madrugada da última sexta-feira, Lucas Lima teve a oportunidade de se explicar para a direção do Palmeiras, mas a versão dada pelo jogador não foi bem assimilada pela alta cúpula do Verdão, que optou imediatamente por seu afastamento por tempo indeterminado, indo além do prazo comum para realização de exame PCR-RT para testagem de Covid-19. A decisão, inclusive, partiu do Departamento de Futebol, e não do Núcleo de Saúde e Performance.

Barcelona anuncia contratação, United aumenta oferta por Sancho, PSG entra na briga por meia francês… O Dia do Mercado

A ideia da assessoria de imprensa do jogador era emitir uma nota, em conjunto com o atleta, ainda naquela manhã, quando o assunto estava quente. Antes, porém, o Palmeiras anunciou o afastamento. Consultadas, pessoas que cuidam da carreira de Lucas afirmaram que ele se pronunciaria 'em alguns instantes', mas isso não aconteceu. Passadas quase 36 horas desde então, o silêncio se mantém e o motivo é que toda a linha argumentativa possível trará prejuízos.

Foi dito ao clube que Lucas esteve no restaurante Che Barbaro, na Vila Madalena, em São Paulo. O funcionamento permitido pelo plano de restrições do Estado prevê que locais dessa devem fechar às 21h. O meia, no entanto, foi flagrado às 0h40 na saída do estabelecimento - quase 4h além do permitido pelo regimento atual. Ainda assim, a justificativa era que ele, com alguns amigos, ficaram para assistirem ao jogo da Seleção Brasileira, que enfrentou o Peru, pela Copa América, mas, de novo, os horários conflitam. A vitória da canarinho acabou às 22h50 - quase duas horas antes da saída dele do local.

>> Veja a tabela completa do Brasileirão

Em todos os cenários, o erro é grave. Seja a saída para jantar - fora do horário que a lei permite -, seja para reuniões pessoais que acabem a menos de 10 horas do próximo treino marcado, seja uma festa - o pior dos mundos. Ao Palmeiras, a postura indiferente do jogador com relação ao trabalho e ainda mais com relação às recentes mortes de dois funcionários, vítimas de Covid-19, é preponderante para que seja punido. A primeira ação foi o afastamento e a multa, mas não se descarta medidas mais drásticas no futuro próximo.

Contratado pelo Palmeiras no final de 2017 por cinco anos, Lucas Lima recebe, entre salários e luvas, um milhão de reais mensais em 2021. E ainda ganha mais R$ 15 mil de bônus a cada partida em que entra em campo. Na atual temporada, ele soma oito jogos, com dois gols e uma assistência. Ao todo, são 165 jogos, com 13 bolas na rede e 22 passes para gol com a camisa do Verdão.

Neste momento, para Lucas Lima, o silêncio para ser a alternativa que restou.

Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES