Remo aponta dívida do Paysandu, que rebate com nota sobre "bombardeio de notícias falsas"

Leão apontou que o Bicola teria uma dívida de mais de R$ 3 milhões com a Bomache, empresa envolvida com a marca Lobo

Carlos Fellip

A relação entre Paysandu e Remo foi além dos gramados nesta semana. Durante uma reunião convocada pelo presidente do Leão, Fábio Bentes, sobre a possibilidade de o Clube de Periçá também investir em uma marca própria a exemplo do Paysandu, foi apontado que a iniciativa teria rendido ao Bicola uma dívida de cerca de R$ 3 milhões. O Papão, por sua vez, rebateu a informação.

Em nota oficial, o Bicola aproveitou para se posicionar também diante de outras "fake news" que rondaram o clube, como a manutenção de um salário ao ex-gerente executivo de futebol, André Mazzuco; e também um débito com o meia Thiago Potiguar. No texto, o clube repudiou "o bombardeio de notícias falsas". Veja abaixo!

"O Paysandu Sport Club lamenta e repudia o bombardeio de notícias falsas que circulam nas redes sociais sobre os mais diversos assuntos, criadas com o único propósito de prejudicar a instituição perante sua imensa e apayxonada torcida.

Segundo uma das fake news, André Mazzuco ainda tem contrato em vigência com o clube, o que não é verdade. O antigo executivo de futebol encerrou seu vínculo com o Paysandu em setembro do ano passado.

Outra inverdade diz respeito a um débito com o meio-campista Thiago Potiguar. Apesar das dificuldades financeiras que o clube sempre enfrentou, o Paysandu se esforça ao máximo para honrar e manter em dia seus compromissos na Justiça do Trabalho.

Até a marca Lobo tem sido alvo de informações mentirosas, com uma dívida de R$ 3 milhões, que, na verdade, não existe."

O Remo, por sua vez, também usou o expediente de nota oficial para se explicar e reconhecer que a informação de R$ 3 milhões estava errada. O clube revelou, inclusive, um contato direto com o presidente do Papão para confirmar a informação correta.

"Na noite da última quinta-feira (11), na sede social o Clube do Remo, durante o bate-papo com os torcedores sobre a possibilidade do clube passar a operar com marca própria, uma das informações durante o debate envolveu a dívida do Paysandu com a Bomache.

O Remo vem por meio desta informar que, após contato com o presidente do Paysandu Sport Club, tomamos conhecimento que o número citado da dívida não corresponde a realidade, sendo menor do quê o informado e já negociado em parcelas entre as partes."

Veja como foi a reunião do presidente do Remo com torcedores e conselheiros sobre a possibilidade de marca própria!

Futebol