Por contenção despesas, FPF demite diretores da alta gestão

Com pouca receita leva federação reduzir quadro de funcionários

Braz Chucre

Silvio Saraiva, diretor de competição da Federação Paraense de Futebol [FF], saiu do comando do futebol da entidade. Ele passou 4 meses na função.

Outro que deixou à FPF, após 150 dias no comando da Comissão de Arbitragem [CA] foi  Leandro  Bratti. Ele entregou o cargo ao presidente Adelcio Torres. O sul-mato-grossense, 40 anos, também exerceu a mesma função  na Federação de Futebol de Rondônia de onde veio para o Pará a convite do presidente da FPF.

Em contato com O Liberal, Adelcio Torres, presidente da FPF,  disse que as medidas adotadas pela federação são de contenção de despesas por conta da pandemia da covid-19.” Foi contenção de despesas”, disse  Adelcio, numa mensagem sucinta. Indagado se haveria mais cortes e o retorno de Paulo Romano à antiga função, não respondeu.

Sílvio Saraiva, profissional liberal, assumiu a diretoria de competição  em janeiro , relatou que foi pego de surpresa pela decisão do presidente, haja vista que, segundo ele, estava com um planejamento todo montado para realização das competições,  principalmente, feminino e as categorias de base. “Sim, foi uma surpresa”, comentou e foi mais além. “ O presidente disse que existe um déficit entre despesa e arrecadação e a federação vivendo tão somente dos repasses da CBF. O Adelcio crê que o campeonato será de portão fechado, sem receita, decidiu diminuir o quadro de funcionários”. O presidente sabe o que faz”, analisou.

Agradecimento

Bratti, não respondeu as mensagens, contudo, publicou em rede, uma nota sobre seu  desligamento.

“Venho aqui, comunicar a minha saída da Comissão de Arbitragem do Pará, onde exerci a função de presidente do departamento por 5 meses.

Foram 8 rodadas, 40 escalas onde todos se empenharam o máximo para realizar uma excelente arbitragem durante o transcorrer da competição, estão todos de parabéns!!!

Gostaria de agradecer em especial ao Sr. Presidente da FPF, Adelcio Torres, ao Vice Presidente Maurício Bororo e ao Diretor de Futebol do Interior, Mário Ferreira Santana (grande incentivador pelo meu retorno a Belém), demais diretores e funcionários da casa do futebol paraense.  Um agradecimento especial a todos os árbitros/assistentes do quadro da CBF e FPF, aos instrutores físicos (Abelardo e Gleika), nossa psicóloga Drª. Aryadhy que acreditaram no meu trabalho e numa arbitragem mais transparente e de oportunidades.

Efetivos

Com saída de Leandro Bratti [Diretor de Arbitragem], Silvio Saraiva [Diretor de Competições] voltam ao comando das respetivas diretorias Lúcio Ipojucan de Mattos (CA) e Raimundo Araújo [DC].

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES