Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Tom Weiss lança nova música de trabalho baseada em sua própria história

O cantor baiano, que vive há 27 anos no Pará, se prepara para lançar EP autoral em fevereiro

O Liberal

O cantor e compositor baiano, Tom Weiss lança hoje sua mais nova música de trabalho, “Butterfly”. O single faz referência sobre como o artista se vê nele mesmo, principalmente após passar por problemas de saúde. A música é feita em parceria com o convidado especial, o rap paraense Pelé do Manifesto. O single estará disponível em todas as plataformas digitais de música.

Segundo Tom, “a ideia da música surgiu quando finalizei o processo da cirurgia bariátrica. Em setembro foi minha última consulta com o cirurgião que vai me operar e após a consulta procurei alguns grupos nas redes sociais por indicação de uma amiga que já fez a cirurgia pra saber mais sobre o processo e sobre como as pessoas reagem com esse procedimento. Fiquei sabendo nos grupos que eles chamam de ‘borboletar’ esse procedimento.  Então tirei daí o nome da música, que fala exatamente sobre como eu me sinto hoje e como vou me sentir após o procedimento”, explicou o cantor.

Em relação a dificuldades encontradas por ele durante a pandemia, Tom diz que “algo facilitador nesse processo é o fato de que hoje a maioria das pessoas estão conectadas 24 horas por dia em plataformas digitais para ouvir música.  Estamos na era digital, das facilidades. Todo mundo passa horas nas redes sociais e com isso fica mais fácil de lançar uma música”, comentou.

Tom explicou que quando começou a compor a música, usou a batida de hip hop “old school”. “Eu tive a ideia de convidar o meu amigo e rapper Pelé do Manifesto para fazer uma participação. Ele prontamente aceitou o desafio e o resultado está nessa música que ficou incrível. Inclusive estará no meu EP autoral, que lançarei em fevereiro com seis músicas. Os singles tem estilos variados. Tem hip hop, folk, balada, pop rock e uma música eletrônica que foi uma experiência bem bacana de se fazer como produtor musical”, concluiu.

Tom nasceu na Bahia, foi criado em Minas Gerais e já vive há 27 anos no Pará. “Eu sou paraense de coração, comecei a tocar na noite de Belém. Inclusive, a maioria das minhas composições foram feitas aqui. Tenho famílias na cidade, além de grandes amigos, costumo dizer que criei raízes no Pará”.

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA