Show em homenagem a Mestres do Carimbó chega até o bairro do Benguí

A programação se dedica a homenagear os Mestres Pelé, Lucindo, Chico Braga e Verequete

Painah Silva

Acontece no próximo domingo, 23, um show em tributo aos mestres de carimbó Pelé, Lucindo, Chico Braga e Verequete. As apresentações serão no bairro do Benguí, em Belém, a partir das 15h. 

A iniciativa partiu do Grupo de Atividades Culturais Ayrakyrã, que foi fundado em 2002 e desde então tem o objetivo de difundir manifestações da cultura popular. A maior parte do trabalho feito pelo grupo é a atuação de ações culturais em bairros periféricos, como forma de superar a violência e vulnerabilidade social de jovens e crianças. Pensado como uma homenagem aos grandes nomes do carimbó, o show é uma forma de valorizar a cultura regional. “Percebemos que nossos mestres e mestras majoritariamente são muito humildes, mas possuem um enorme acervo de composições e raros foram os mestres que conseguiram ter suas obras amplamente difundidas ao ponto de serem reconhecidos simplesmente ao se ouvir determinada canção. Desta triste realidade surgiu a ideia de homenagear alguns mestres que nos deixaram. Buscando evidenciar o quão rico e lindo são as suas obras, é que surge o Tributo aos Mestres”, explica um dos idealizadores do evento, Daniel Gonçalves.

A escolha de cada homenageado, segundo Daniel, foi feita pela indicação dos músicos do grupo, a partir de critérios pessoais e de identificação. “Todos esses mestres cantam temas que para nós do Ayrakyrã são muito importantes, como o nosso cotidiano amazônico, a preservação da natureza e o amor ao carimbó”, diz ele. 

Falecido em 2013, Domingos da Silva, mais conhecido como Pelé e natural de Marapanim, deixou diversos trabalhos do gênero musical. Na época de seu falecimento, um de seus filhos afirmou que o pai possuía 250 músicas inéditas e sem registro. 

Outro nome de Marapanim é Lucindo, que começou a vida trabalhando como pescador até se tornar músico. O paraense foi o organizador do Grupo de Carimbó, chamado  "Os Canarinhos", a gravar um disco em vinil. Faleceu em 1988, devido a problemas de saúde.

Um dos homenageados do tributo é o Mestre Chico Braga, um dos mais conhecidos do gênero no Pará. O músico faleceu em 2015, na Ilha de Algodoal, após algumas complicações de saúde. Dono de diversas canções, ele pouco fazia shows.

Por fim, Verequete é o outro que recebe homenagem, além de ser uma referência do carimbó.

Nascido em Bragança, o músico é considerado um dos introdutores do gênero musical como manifestação cultural. Com doze discos gravados, Verequete faleceu em 2009 e deixou um legado na cultura paraense.

(*Estagiária Painah Silva, sob supervisão do Coordenador de Conteúdo de Cultura, Abílio Dantas)

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA