Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Seminário do Museu do Amanhã debate o futuro da Amazônia

O evento acontece dentro da programação da exposição 'Fruturos - Tempos Amazônicos', nestas quinta e sexta-feiras, 28 e 29.

Enize Vidigal

O Museu do Amanhã, do Rio de Janeiro, promove um seminário sobre a Amazônia como parte da programação da exposição “Fruturos - Tempos Amazônicos”. Especialistas e lideranças que atuam na preservação e no desenvolvimento sustentável da floresta participam do seminário “Fruturos- Amazônia do Amanhã”, nestas quinta e sexta-feiras, 28 e 29. O evento acontece em formato presencial, das 10 às 13h, com transmissão on line pelo Youtube. Inscrições gratuitas pelo site https://museudoamanha.org.br/pt-br/seminario-fruturos-amazonia-do-amanha.

Os painéis e debates se relacionam com as narrativas da exposição: Amazônia Milenar, Amazônia Secular, Amazônia Acelerada, #SomosAmazônia e Amazônias Possíveis. A exposição segue aberta à visitação até 12 de junho.

“O seminário é mais uma iniciativa do Museu do Amanhã para promover a conexão entre o Rio e a Amazônia. A escolha da agenda e dos convidados foi pensada para amplificar os temas que tangem a floresta para que possamos compreendê-la e pensar em possíveis soluções para preservá-la”, declara a diretora executiva do museu, Maria Garibaldi. 

Durante o evento, será lançado o catálogo da exposição trazendo cartas escritas por pessoas da Amazônia para destinatários distintos. O objetivo é valorizar as vozes de quem vive na região e apresentar diferentes fontes de conhecimento para a construção de um novo futuro.

A exposição é apresentada pelo Ministério do Turismo, Museu do Amanhã, Prefeitura do Rio e Instituto Cultural Vale, com apoio da Bayer, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e do IPAM e parceria de conteúdo da Amazônia 2030.

  Programação

Quinta-feira, 28 de abril de 2022

Local: auditório do Museu do Amanhã

10h - Abertura com falas institucionais de Ricardo Piquet, Diretor Presidente do Museu do Amanhã e Hugo Barreto, diretor de Investimento e Desenvolvimento Social da Vale e diretor presidente da Fundação Vale e do Instituto Cultural Vale

10h05 - Abertura do seminário com Paulo Artaxo, consultor-chefe da exposição “Fruturos - Tempos Amazônicos” e um dos líderes do IPCC.

10h10 - Início do Painel Amazônia Milenar: Como os conhecimentos milenares podem apoiar soluções para os desafios atuais e futuros da Amazônia?

Mediação: Cristino Wapichana,escritor, músico, cineasta e contador de histórias

Erisvan Guajajara: Jornalista e fundador do Mídia Índia

Sineia do Vale: Líder indígena da etnia Wapichana

Vanda Witoto: Lider índigena e coordenadora dos estudantes indígenas do Estado do Amazonas MEIAM

11h20 - Apresentação artística de Silvan Galvão e o Carimbloco, que traz o som do Carimbó, Patrimônio Cultural Brasileiro certificado pelo IPHAN em 2014.

11h40 - Início do Painel Amazônia Acelerada: Como a Amazônia promove o desenvolvimento em áreas rurais e urbanas em todo o Brasil?

Mediação: Silvia Lisboa, jornalista e colaboradora independente dos veículos The Intercept Brasil, InfoAmazonia e PlenaMata

Clarissa Gandour: Coordenadora de Avaliação de Políticas Públicas de Conservação no Climate Policy Initiative / PUC-Rio

Ima Vieira: Ecóloga e pesquisadora do Museu Paraense Emílio Goeldi

Paulo Moutinho: Doutor em ecologia pela UNICAMP e pesquisador sênior do IPAM

We’e’ena Tikuna: Nutricionista, artista plástica, cantora e compositora indígena

Sexta-feira, 29 de abril de 2022

Local: auditório do Museu do Amanhã

10h05 - Início Painel Amazônia Secular.

 Alcilene Cardoso: Advogada e pesquisadora do IPAM Pará

Keilah Fonseca: Fundadora e Presidente da Associação Crioulas do Quilombo Urbano São Benedito

Maria Odila: Paraense e agricultora. Uma das sócias-fundadoras da Cooperativa de Turismo e Artesanato da Floresta -- Turiarte

11h10 - Apresentação artística de Silvan Galvão e o Carimbloco, que traz o som do Carimbó, Patrimônio Cultural Brasileiro certificado pelo IPHAN em 2014.

11h3o - Início Painel Amazônias Possíveis: Como manter a floresta em pé, gerando conhecimentos e desenvolvimento sustentável?

Mediação: Erisvan Guajajara, jornalista e fundador do Mídia Índia

 Andre Baniwa: Vice Presidente da Organização Indígena da Bacia do Içana

Guilherme Oliveira: Diretor Científico e líder do Grupo de Genômica Ambiental do Instituto Tecnológico Vale

Rita Mesquita: Bióloga e Pesquisadora sênior do INPA

 12h40 - Encerramento com Fábio Scarano, Professor Titular de Ecologia da UFRJ, consultor da exposição “Fruturos” e membro do Comitê Científico e de Saberes do Museu do Amanhã

 12h50 -Transição do Público para Foyer

13h - Projeto Conceitual Catálogo da exposição “Fruturos - Tempos Amazônicos”, com Leonardo Menezes, Diretor de Conhecimento e Criação do Museu do Amanhã

13h20 - Leitura da Carta com We’e’ena Tikuna


 

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA