Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Ex-The Voice Kids, Mel Chaves indica séries com temática jovem

A adolescente de 17 anos indicou três opções de séries sobre adolescência e juventude

Painah Silva

A cantora Mel Chaves é uma adolescente de apenas 17 anos, conhecida por ter participado da terceira edição do programa “The Voice Kids”, da TV Globo. Hoje, 5, ela veio ao O Liberal indicar suas séries favoritas que envolvem o universo jovem e apresenta a vivência própria da infância e adolescência.

Como uma típica jovem que está perto de chegar à fase adulta, Mel compartilha em suas redes sociais o seu dia-a-dia, além dos bastidores da sua carreira como cantora. A jovem deseja ser jornalista no futuro. 

Sua primeira indicação de série é “A Misteriosa Sociedade Benedict”, disponível no Disney Plus. A obra é baseada nos livros infantis do escritor Trenton Lee Stewart e traz quatro crianças que se reúnem para impedir uma emergência em nível global. 

Mel afirma que essa é uma das suas séries favoritas por trazer temas relevantes como o fato do intelecto de cada poder ser diverso. “Pelo o sistema que nós vivemos, muitas vezes a gente não se acha inteligente o suficiente por não alcançar aquela nota boa. E essa série mostra que a inteligência vai além disso, que a inteligência está nos esportes, no escutar com atenção, com o poder da fala e entre muitas outras. Além disso, traz uma crítica muito boa sobre alienação em massa”, explica ele.

A segunda indicação da jovem é a produção original da Netflix “Eu Nunca”, lançada em 2020. A produção acabou de lançar a terceira temporada na plataforma e a próxima já está confirmada, sendo a final. 

A personagem principal, Devi, é uma menina indiana que tem dificuldades para ser popular na escola onde estuda. Repleta de vivências típicas da adolescência, além de apresentar parte da cultura da Índia, a obra mostra as ciladas que a jovem se mete para conseguir ter o reconhecimento de todos. 

“[A série] retrata bem como essa [adolescência] fase da vida funciona, nada muito romantizado na protagonista não, ela comete muitos erros, erros que dá vontade de entrar na série e sacudir aquela menina gritando "MULHER SE RECOMPONHA".  Fala muito sobre o amor próprio, teve frases da série que eu parei e refleti um pouco. Amo que a Devi faz psicólogo, são meus diálogos favoritos, é como se aquele momento fosse a voz da razão e a gente entende a motivação dos erros que ela cometeu com a família e amigos. De alguma forma, depois da série a gente sai mais pensativo (e não vamos tirar o mérito do famoso clichê entre a nerd e o popular”, diz Mel. 

A terceira produção que a cantora indica é a série de fantasia e mistério, também disponível na Netflix, “Locke e Key”. 

A história apresenta uma família que após a morte do pai e marido precisa se mudar para uma casa antiga, onde descobre diversos segredos. Um dos motivos pelo qual a adolescente indicou a obra é por ser uma boa opção para assistir em família.

“Uma aventura deliciosa em família, personagens passando por diferentes fases do luto, descobrindo sobre as gerações passadas. Eu assisti essa série desde o início, lá em 2020, e esse ano eu apresentei aos meus pais e eles simplesmente viciaram, passamos um fim de semana inteiro em frente a tv, não conseguimos parar”, compartilha ela.

(*Estagiária Painah Silva, sob supervisão do Coordenador de Conteúdo de Cultura, Abílio Dantas)

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA