R70: 'Temos de ter petróleo até que não precise mais dele', diz Fernando Haddad

Fernando Haddad, ministro da Fazenda, ao ser questionado sobre a exploração de petróleo e gás natural na Margem Equatorial, que se tornou uma disputa entre as áreas energética e ambiental do governo

Repórter 70

Narcotráfico
A cocaína está perto de superar o petróleo e se tornar o principal produto de exportação da Colômbia, estima a Bloomberg Economics.

Viagem mais barata
Notícias sobre instabilidade cambial fazem aumentar a procura por agências especializadas em turismo brasileiro na Argentina.

image Fernando Haddad (J. Bosco)

"Temos de ter petróleo até que não precise mais dele.”

Fernando Haddad, ministro da Fazenda, ao ser questionado sobre a exploração de petróleo e gás natural na Margem Equatorial, que se tornou uma disputa entre as áreas energética e ambiental do governo.

CLIMA

PAGAMENTO

O financiamento, pelos países ricos, de programas para manter a floresta em pé deve ser a pauta central do debate sobre mudanças climáticas. Esse foi o ponto comum dos discursos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do governador do Pará, Helder Barbalho, em dois eventos internacionais na semana passada. “O financiamento climático tem de ser assegurado a todos os países em desenvolvimento, segundo suas necessidades e prioridades. No caminho entre a COP 28 (conferência climática da ONU, agendada para novembro), em Dubai, e a COP 30, em Belém, será necessário insistir na implementação dos compromissos nunca cumpridos pelos países desenvolvidos”, afirmou Lula durante encontro do G77+China, que reúne países em desenvolvimento.

TEMA

Já em Nova Iorque, durante o “Brazil Climate Summit” (Cúpula do Clima no Brasil, na tradução), Barbalho foi na mesma linha e reivindicou que o financiamento das políticas ambientais esteja no centro do debate da Conferência das Nações Unidas Sobre Mudanças Climáticas (COP 30), que será realizada em Belém em 2025. “Nós precisamos colocar na COP 30 que a agenda vai ser a floresta viva baseada em financiamento global para o modelo de sustentabilidade da floresta em pé. A transição energética foi a pauta da última COP de Sharm el-Sheikh. Este ano, Dubai vai apresentar a agricultura regenerativa. Agora, a agenda que interessa para o Brasil é a floresta, porque é a floresta viva que nos diferencia e nos coloca no patamar de protagonizar a agenda ambiental mundial”.

JUSTIÇA

LEILÃO

Começa hoje, em todo Brasil,  a terceira edição da Semana Nacional de Execução Trabalhista. No Pará, a programação inclui um leilão de bens e imóveis que será promovido pela Central de Mandados de Belém; além de pagamento dos processos que envolvem o projeto Garimpo.  

CONCILIAÇÃO

A Semana é uma espécie de mutirão para a realização de audiências de conciliação e execução, tanto de processos em 1º grau quanto de 2º, e de ações para resolver pendências em processos que já tiveram sentença definida e que já foram objeto de acordo, mas, por quaisquer razões, as decisões não foram cumpridas e agora estão em fase de execução.

MARAJÓ

CIDADANIA

A expedição “Marajó 360º”, considerada a maior ação da Defensoria Pública do Estado do Pará no arquipélago, entrou na reta final com a marca de 20.347 atendimentos. Amanhã, a embarcação passará pelos municípios de Afuá e Chaves, oferecendo serviços como atendimento jurídico, emissão de RG e CPF, emissão de Carteira de Trabalho Digital, encaminhamento para 2ª via de certidão de nascimento, casamento e óbito, reconhecimento de paternidade e foto 3x4. A última ação será no município de Chaves, nos dias 18 e 19 de setembro.

MUNICÍPIOS

A expedição começou no último dia 23 de setembro, quando a embarcação partiu da área portuária de Belém rumo aos municípios do arquipélago do Marajó. Vários municípios são beneficiados nesta edição da ação. Nas últimas semanas, Muaná, São Sebastião da Boa Vista, Curralinho, Bagre, Portel, Melgaço e Gurupá (Itapuã) foram as cidades atendidas.

ENERGIA

TRANSIÇÃO

A Comissão Especial da Transição Energética e Produção de Hidrogênio da Câmara dos Deputados realiza nesta segunda-feira, em Belém, o seminário com a mesa redonda “Transição Energética - Fontes Renováveis e Produção de Hidrogênio”, em parceria da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa).  O evento ocorrerá em formato híbrido (presencial e remoto) no “Plenário Newton Miranda”, de 9 horas ao meio-dia, com transmissão ao vivo da TV Câmara, TV e Rádio Web Alepa, além do YouTube. O público poderá acompanhar e interagir por meio do link. A proposição para a programação em Belém foi do deputado Raimundo Santos (PSD-PA), que compõe o colegiado instituído em maio deste ano com diversos objetivos, entre eles contribuir para a formatação do marco regulatório do setor.

EM POUCAS LINHAS

► Completando 15 anos, o escritório Fonseca Brasil será homenageado pela Assembleia Legislativa do Estado do Pará. O requerimento foi proposto pelo deputado Aveilton Souza (PL). Serão 51 advogados nominalmente agraciados. A sessão especial será no próximo dia 22h, às 11h.

► A 26ª Feira Pan-Amazônica e das Multivozes bateu um recorde. Apenas no sábado, dia 16, o público no local somou 90 mil pessoas.

► O tenente-coronel PM Rodrigo Aleixo assumiu o departamento responsável pela segurança de juízes, desembargadores e dos prédios da magistratura paraense.

► Produtores rurais de Castanhal passaram a manhã de ontem recolhendo garrafas de cerveja deixadas pelos visitantes que, nos finais de semana, vão tomar banho de igarapé. O material encheu uma caminhonete. Tudo foi levado para o vizinho município de Inhangapi, onde empresários locais recebem o material e depois enviam para fábricas de cerveja localizadas no Estado de São Paulo.

►  A Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) inaugura hoje a Unidade Municipal de Saúde (UMS) do Satélite.

 ► A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou o projeto que cria a Campanha Nacional Permanente “Recrutando Anjos”. O objetivo da campanha é tratar de ações de prevenção e primeiros socorros nos casos de obstrução das vias aéreas por corpo estranho (Ovace), quando as pessoas, especialmente crianças, engasgam. O projeto determina que o poder público, em cada esfera de governo, promova ações voltadas a esse tema.Nas últimas semanas foram registrados casos em vários pontos do País. A autoria do projeto é da senadora Margareth Buzetti (PSD-MT). Com a aprovação da Comissão, a proposta pode seguir direto para análise da Câmara, sem passar pelo plenário.  

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱

Palavras-chave

Repórter 70
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!