REPÓRTER 70

Por Grupo Liberal

Mais tradicional coluna do jornalismo paraense. Aborda temas do cotidiano com atenção especial à economia e aos bastidores da política do Pará e do Brasil. | Twitter: @reporter_70

'Se o bem e o mal existem, você pode escolher. É preciso saber viver'

ERASMO CARLOS, ao escrever “É Preciso Saber Viver”, uma das principais canções da carreira do “Tremendão” em parceria com Roberto Carlos. O cantor e compositor morreu, aos 81 anos, nesta terça-feira, 22, no Rio de Janeiro

Repórter 70

País de ‘Miguéis’ e ‘Helenas’
Pesquisa nacional mostra que os nomes “Miguel” e “Helena” serão tendência para bebês nascidos no Brasil, em 2023.

Representatividade em campo
Pela primeira vez em Copas do Mundo, treinadores negros são a maioria em seleções africanas. São cinco neste ano.

image Erasmo Carlos (J. Bosco)

"Se o bem e o mal existem, você pode escolher. É preciso saber viver.”

 

ERASMO CARLOS, ao escrever “É Preciso Saber Viver”, uma das principais canções da carreira do “Tremendão” em parceria com Roberto Carlos. O cantor e compositor morreu, aos 81 anos, nesta terça-feira, 22, no Rio de Janeiro.

COMISSÃO

POLÊMICA
 
Instalada ontem na Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), a Comissão Temporária Interna de Estudo e Acompanhamento da qualidade, da segurança e da fiscalização do transporte fluvial de passageiros no território paraense já começou desagradando comunidades do Marajó. É que elas ainda estão sob forte impacto emocional após a morte de 23 pessoas no naufrágio da lancha Dona Lourdes II, ocorrido em 8 de setembro, quando saiu do Marajó e afundou em frente à ilha de Cotijuba. O motivo do desagrado na comissão presidida pelo deputado Carlos Bordalo (PT) é a nomeação da deputada Ana Cunha (PSDB) para ser membro titular.
 
SUCATEADA
 
A reclamação das lideranças marajoaras é sobre a proximidade da deputada Ana Cunha com a empresa Arapari Navegação, na qual ela teria parentes na diretoria. As lideranças argumentam que a Arapari foi retirada a muito custo do Marajó, após o naufrágio da lancha Dona Lourdes II e sucessivos problemas em suas embarcações, e essa proximidade da deputada pode facilitar o trânsito para um possível retorno das operações da Arapari, que, conforme declaração de um diretor, em audiência pública em Salvaterra, estaria sucateada e quase falindo.

SAÚDE

CRÍTICA
 
Enquanto o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, andou nos últimos dias pela Europa, discutindo inovações em evento promovido pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), em Belém a situação continuava –  e continua – bem difícil na rede municipal de saúde, onde faltam médicos e medicamentos. Ontem, 22, a Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma) respondeu que “está empreendendo todos os esforços para reabastecer a rede municipal de saúde da capital com medicamentos e insumos ainda nesta semana”. Mas, não deu data para resolver o problema.

CRISE
 
Os problemas enfrentados pela rede de saúde de Belém já completam quase 60 dias em sua fase mais crítica, que é a falta de medicamentos básicos, como insulina, e até de insumos para curativos. Quem mais precisa da rede pública e não tem condições para ir às farmácias, é quem mais sofre.

VOZ

MINERAÇÃO
 
A Região Norte tenta manter a cadeira na diretoria colegiada da Agência Nacional de Mineração (ANM). Com o término do mandato, em dezembro, o paraense Ronaldo Lima, servidor de carreira da Secretaria de Meio Ambiente do Pará (Semas), tenta recondução ao cargo, mas disputa a vaga com uma representante da Bahia, indicada por um membro da autarquia. A diretoria da ANM é formada por cinco integrantes. Os nomes são votados e aprovados pelo Senado Federal. As principais atribuições da Agência são regular, outorgar e fiscalizar água mineral, fósseis, lavra, pesquisa mineral e emissão do Certificado Kimberley (exploração de diamantes). Para o Pará, na posição de maior exportador mineral do Brasil, é no mínimo sem sentido perder a voz na ANM.

ACORDO

MILITARES
 
Um acordo de cooperação entre o Comando Militar do Norte (CMN) e o Comando do 4º Distrito Naval vai possibilitar a manutenção de aeronaves do Destacamento de Aviação do Exército, subordinado ao CMN, por militares técnicos do 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Norte, da Marinha do Brasil. Os hangares estão localizados na Base Aérea de Belém. O acordo será assinado nesta quinta-feira, 24, e vai garantir o apoio mútuo entre as Forças Armadas, que é uma diretriz do Ministério da Defesa para racionalizar equipamentos, espaços e pessoal.

BIOATIVOS

UNIDADES
 
O Pará contará com três novas unidades de inovação da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), órgão ligado ao Ministério de Ciência e Tecnologia e ao Ministério da Educação (MEC), do governo federal. Elas vão funcionar em Belém, no Parque de Ciência e Tecnologia (PCT) Guamá, e no Serviço Nacional da Indústria (Senai), e em Santarém, na Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa). No PCT, a unidade será o Centro de Valorização de Compostos Bioativos da Amazônia.

Em poucas linhas

► A primeira unidade de atendimento no Pará do Correios Empresas foi inaugurada ontem, em Belém.
 
► Com a nova unidade, o Correios Empresas oferece um ambiente especializado aos clientes que atuam no e-commerce, facilitando a gestão do processo logístico dos vendedores online.
 
► A estrutura – equipamentos e fluxo operacional – dessas unidades é habilitada inclusive a prestar os serviços de coleta, preparação da carga e pós-venda, com horário flexível para atender a demanda dos clientes.
 
► O deputado federal José Priante (MDB) também passou a integrar a equipe de transição do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva. Ele vai atuar junto com a equipe de infraestrutura.
 
► O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Saúde do Estado do Pará (Sindsaúde-PA), juntamente com os 60 delegados da entidade, participa nesta quarta-feira, 23, da Plenária do Conselho Estadual de Saúde do Pará, que vai definir as eleições do órgão para o biênio 2022-2024.
 
► O encontro ocorre às 8h, no auditório do Centur. Os participantes do Sindsaúde-PA foram eleitos, por região, provenientes das plenárias regionais, conforme o regulamento 011/2022 CES-PA.
 
► O Banco do Estado do Pará (Banpará) está sob nova direção. A ex-presidente Ruth Pimentel Mello foi destituída em último ato do então governador interino, deputado Francisco Melo, o Chicão, presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa).
 
► Para presidir interinamente a instituição foi indicado Bernardo Pereira Lima, diretor de controle e risco.
 
► A mudança foi comunicada por ofício do deputado Chicão ao presidente do conselho de administração do banco, no último dia 18, enquanto o governador Helder Barbalho ainda participava da COP 27, no Egito.

Palavras-chave

Repórter 70
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!