Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

REPÓRTER 70

twitter.com/reporter_70

Mais tradicional coluna do jornalismo paraense. Aborda temas do cotidiano com atenção especial à economia e aos bastidores da política do Pará e do Brasil.

'Precisamos agir para salvar minhas colegas de time. Elas são minhas irmãs', disse Shabnam Mobarez

Repórter 70

Trabalho temporário

A Seel abriu Processo Seletivo para preencher 28 vagas. As inscrições podem ser feitas no www.sipros.pa.gov.br.

Vacinação atrasada

No Brasil, cerca de 8,5 milhões de pessoas estão atrasadas para tomar a segunda dose de imunizantes contra a covid-19.

(J.Bosco)

 

"Precisamos agir para salvar minhas colegas de time. Elas são minhas irmãs.” 

A declaração é da capitã da seleção afegã de futebol feminino, Shabnam Mobarez, de 26 anos. Ela está nos Estados Unidos e pediu apoio à Fifa para salvar do Taleban as jogadoras.

BELO MONTE

COMITÊ

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, anunciou que até 10 de outubro o Comitê Gestor do Plano Sub-regional de Desenvolvimento Sustentável do Xingu retomará suas atividades para definir a destinação dos R$ 220 milhões que fazem parte das contrapartidas do Consórcio Belo Monte para os municípios atingidos pela Usina de Belo Monte. O anúncio foi feito durante encontro com prefeitos da região e com o coordenador da bancada do Pará em Brasília, senador Zequinha Marinho (PSC). O Comitê foi criado em 2010, com um aporte financeiro inicial de R$ 500 milhões, que devem ser destinados a projetos de melhoria da qualidade de vida da população local.

PARTICIPAÇÃO

As ações do Comitê estão paralisadas desde 2017, após ação movida pelo Ministério Público Federal que, dentre outras recomendações, pedia maior participação da comunidade no Comitê Gestor do Plano. Em junho deste ano o governo federal publicou decreto instituindo o Comitê e definindo área de abrangência que reúne os municípios de Altamira, Anapu, Brasil Novo, Medicilândia, Pacajá, Placas, Porto de Moz, Senador José Porfírio, Uruará e Vitória do Xingu. 

GRUPO

O governo também definiu a formação do grupo que passará a ter representantes dos ministérios do Desenvolvimento Regional; da Infraestrutura; da Cidadania; da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia; além de dois membros do governo do Estado do Pará; dois da Associação de Municípios do Consórcio Belo Monte; sete representantes da sociedade civil e um da Norte Energia. O processo de seleção de representantes da sociedade civil deve ser publicado ainda nesta semana.

ORGANIZAÇÕES

Lideradas pela Comissão de Justiça e Paz de Breves e movimentos “Observatório do Marajó” e “Lute Sem Fronteiras”, as organizações da sociedade civil do Marajó estão assinando uma nova nota pública, reiterando o primeiro documento divulgado há dois meses, em 21 de junho, no qual criticam a falta de participação popular na construção do Plano de Ação do programa “Abrace o Marajó”. O texto reitera que o decreto presidencial que instituiu o projeto do governo federal “concentrou poderes” nos órgãos públicos e garantiu voz e influência “apenas a fazendeiros e empresários”, representados por entidades empresariais e do agronegócio.

DEMANDAS

As organizações pretendem ultrapassar novamente 60 assinaturas para o documento de seis páginas, no qual argumentam que na última agenda realizada pelo programa, em julho passado, o tema da participação popular não foi tratado a contento. Os representantes dizem que as demandas históricas das populações afetadas ainda não foram incluídas nas futuras agendas do Plano de Ação 2020/2023 do programa, que prevê a realização de 110 ações para o desenvolvimento da região, das quais 11 já foram entregues, 26 estão em fase de preparação e 28 prontas para iniciar.

AGENDA

Já a ministra Damares Alves promete para a próxima agenda no Marajó, que já será amanhã e terça, se reunir com esses representantes da sociedade civil para ampliar o diálogo sobre o programa e as novas ações que farão parte da estratégia. A titular do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) desembarca amanhã, em Soure, junto com Gustavo Montezano, presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para apresentar novas ações que serão realizadas na localidade. A comitiva também visita os municípios de Salvaterra e Cachoeira do Arari.

ELEIÇÕES

MULHERES

Apesar das iniciativas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para aumentar a participação feminina na política, as mulheres ainda são minoria nos cargos eletivos do País. Levantamento recente do Tribunal sobre as últimas quatro eleições mostra que a proporção em relação ao total de eleitos não chega a 20%. A situação piora nos postos mais altos do Executivo, onde a presença de mulheres também é rara. Somente seis estados elegeram mulheres governadoras em toda a história da República. Foram, no total, oito mulheres eleitas em onze disputas eleitorais.

ESTADOS

A 1ª vez foi há 27 anos, em 1994, quando Roseana Sarney, então no PFL, chegou ao comando do Maranhão. Filha do ex-presidente José Sarney, a maranhense é até hoje a mulher que mais vezes ganhou uma eleição para governo de Estado, com mais duas: em 1998, na reeleição, e em 2010, quando concorreu pelo PMDB. É a única mulher a ter governado o Maranhão. Os outros estados são Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Roraima, Rio Grande do Sul e o Pará, com Ana Júlia, em 2006, mas que não foi reeleita em 2010.

Em poucas linhas

Para melhor distribuição de recursos em políticas públicas, Ricardo Balestreri, titular da Secretaria Estratégica de Articulação da Cidadania, determinou a contratação de uma cartografia comunitária.

Trata-se de um tipo de mapeamento de iniciativas comunitárias de educação, esporte, cultura, movimentos coletivos e redes de mulheres e juventude.

O mapeamento será feito inicialmente em Belém nos bairros Bengui, Cabanagem, Guamá e Jurunas, e em Ananindeua no bairro do Icuí.

A exposição “A beleza na escultura de Michelangelo”, que será aberta no próximo dia 26, no Castanheira Shopping, trará esculturas em gesso, produzidas pela Gipsoteca dell’Istituto d’Arte di Firenze - Florença (Itália).

São peças a partir de moldes das obras originais do chamado gênio do Renascimento, autor de “Pietà”, “O Juízo Final”, “Moisés”, “Davi”, entre outros grandes trabalhos que o eternizaram. A exposição poderá ser visitada até 26 de setembro.

O Procon Pará vai comemorar 33 anos de fundação com uma vasta programação de aniversário, de 23 a 27 deste mês.

Na quarta-feira, 25, o órgão fará a emissão de 50 carteiras de identidade. A programação é sempre de 8h às 14h.

A Poli Metropolitana encerrou o primeiro semestre de 2021 com mais de 300 mil exames realizados.

O Ministério da Saúde informou na sexta-feira (20) que 120 milhões de brasileiros já receberam a primeira dose de vacinas contra a covid-19 – o número corresponde a 75% da população adulta no país.

Foi marcada para 1º de setembro a eleição para Sindicato dos Médicos do Estado do Pará. Neste ano, duas chapas concorrem aos cargos da diretoria colegiada e conselho fiscal da entidade.

A votação será presencial, na sede da entidade de classe.

Palavras-chave

Repórter 70
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!