Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

REPÓRTER 70

Por Grupo Liberal

Mais tradicional coluna do jornalismo paraense. Aborda temas do cotidiano com atenção especial à economia e aos bastidores da política do Pará e do Brasil. | Twitter: @reporter_70

'Esclarecer o que realmente aconteceu na terra Yanomami é prioridade para o MPF', defende Aras

Repórter 70

Espaço Acolher

O Hospital Ophir Loyola comemora o Dia das Mães, neste domingo, com música, aulas de automaquiagem, entre outras ações.

Tecnologia na saúde

O Conselho Federal de Medicina divulgou as normas que regulamentam a prestação de serviços via telemedicina no País.

Augusto Aras (J. Bosco)

“Esclarecer o que realmente aconteceu na terra Yanomami é prioridade para o MPF” 

Augusto Aras, procurador-geral da República, ao informar, em nota, que tem acompanhado diariamente a investigação sobre o relato de que uma menina de 12 anos foi estuprada e morta por garimpeiros na terra indígena, em Roraima. 

AVALIAÇÃO

FISCAL

A Secretaria do Tesouro Nacional, do Ministério da Economia, deu nota A para a Prefeitura de Ananindeua na avaliação da saúde fiscal do município. No início do ano passado, o município estava com a nota C e, já no segundo semestre, avançou para a nota B. O índice avalia três itens: endividamento, poupança corrente e liquidez. A avaliação foi feita com base nos relatórios de receita e despesa do município.

CRÉDITO

Com a nota máxima conquistada pelo prefeito Daniel Santos (MDB), o município poderá buscar novas operações de crédito para investimentos. Com a sinalização de mais credibilidade na praça, como se diz, a prefeitura já assinou com a Caixa Econômica Federal uma operação de crédito de R$ 100 milhões para investimentos em obras de saneamento e infraestrutura. As áreas contempladas estão em fase de levantamento para o início dos projetos e execução dos serviços.

VACINA

ESTUDO

Apenas 100 pessoas no Pará já se cadastraram, até agora, para participar do estudo clínico de fase quatro do Instituto Evandro Chagas (IEC), desenvolvido em parceria com a Universidade de Oxford, sobre as vacinas contra a covid-19 em uso no País. Ao todo são necessários 750 voluntários. Os cadastros ainda estão sendo realizados pelo Núcleo de Pesquisas Clínicas do IEC.

CRITÉRIOS

Para fazer parte do estudo, é preciso ter mais de 18 anos, ter recebido duas doses da vacina Coronavac/Butantan e não ter tomado ainda o reforço. Eles serão acompanhados pelos médicos do projeto durante o estudo e receberão reembolso previsto em lei para custeio de transporte e alimentação.

IMPORT NCIA

Os estudos de Fase Quatro são realizados com medicamentos ou vacinas já aprovados para uso pela população. No caso do estudo do IEC, o objetivo é avaliar se doses menores da vacina de reforço podem resultar em resposta imunológica suficiente para impedir a covid-19. Serão testadas as vacinas Pfizer/Wyeth ou AstraZeneca/Fiocruz em adultos vacinados com duas doses da vacina Sinovac/Butantan. Os resultados podem contribuir para aumentar o número de vacinados, sem necessidade de aumentar a capacidade de produção de vacinas, medida essencial para a estratégia global de combate ao coronavírus, ao permitir maior acesso aos imunizantes pelas populações dos países em desenvolvimento.

LIXO

COLETA

Cada vez mais frequentes nas redes sociais, as queixas contra falhas no sistema de coleta de lixo de Belém têm alimentado boatos de que haveria problemas no pagamento, pelo município, para a empresa responsável pela prestação do serviço. Em nota à coluna, contudo, a Secretaria de Saneamento do Município nega que esteja havendo interrupções na coleta. Admite, porém, que há casos de atrasos, mas garante que os problemas estão sendo monitorados. “A Sesan está em contato permanente com as terceirizadas, fazendo o monitoramento e a fiscalização de qualquer eventual falha na coleta. Constatada a falha, são tomadas, imediatamente, as ações cabíveis para regularizar o serviço, o mais rápido possível”, informa a nota.

AMAZÔNIA

DESENVOLVIMENTO

O paraense Helder Barbalho foi o único governador brasileiro convidado a participar do Amazonian Leapfrogging, evento que teve início ontem na Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, e reúne pesquisadores, ambientalistas e líderes políticos mundiais para debater temas como economia limpa e desenvolvimento sustentável. No discurso que fez na abertura do evento, o governador do Pará evitou um tom negacionista sobre os problemas ambientais da região, mas afirmou que “na equação econômica, a floresta deve auferir mais valor em pé do que derrubada, e, assim, começar a promover a melhoria da qualidade de vida do nosso povo”.

EMISSÕES

O governador reforçou também a importância das políticas públicas para mudar a dinâmica social. “O Estado do Pará tomou para si a desafiadora e importante responsabilidade de desenvolver um plano integrado por iniciativas, políticas e instrumentos financeiros com o objetivo de chegar, até 2036, à emissão líquida zero no setor de mudança no uso da terra e florestas”, ressaltou.

EM POUCAS LINHAS

 Em campanha pela sua pré-candidatura para retornar ao Senado Federal, Flexa Ribeiro esteve esta semana em audiência com o presidente Jair Bolsonaro, em Brasília, e acompanhou a agenda do governador Helder Barbalho, em Belém.

Não chegou a ser surpresa a escolha do paraense Celso Sabino (União Brasil) para comandar a poderosa Comissão Mista do Orçamento.

Sabino é hoje um dos principais interlocutores do presidente da Câmara Federal, deputado Arthur Lira (PP/AL), e, por tabela, do presidente Jair Bolsonaro.

Aliás, a Comissão deve atrair, neste ano, ainda mais holofotes, já que por ela passarão as polêmicas emendas do relator, por onde os parlamentares indicam recursos para suas bases eleitorais.

Essas emendas, que a mídia tem chamado de orçamento secreto, devem somar, para 2023, em torno de R$ 20 bilhões.

A Coordenadoria Estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Cevid) realizou ontem palestra sobre violência doméstica e familiar contra a mulher aos trabalhadores da construção civil que estão atuando no canteiro de obras do estádio Mangueirão.

Será proferida neste mês a sentença da Justiça Militar no processo que apura a morte do paraense Mateus Gabriel da Silva Costa, de 18 anos, possivelmente, vítima de tortura seguida de morte.

O jovem desapareceu após ser abordado por uma equipe do grupo “Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas” (Rotam). O caso, registrado em fevereiro do ano passado, em Xinguara, sul do Estado, teve repercussão nacional e em outros países e está sendo acompanhado pela Anistia Internacional.

Nas alegações do processo, o promotor militar Armando Brasil pediu a condenação de quatro policiais militares pelo crime de tortura seguida de morte. 

Palavras-chave

Repórter 70
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!