Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

REPÓRTER 70

Por Grupo Liberal

Mais tradicional coluna do jornalismo paraense. Aborda temas do cotidiano com atenção especial à economia e aos bastidores da política do Pará e do Brasil. | Twitter: @reporter_70

'Ele que responda pelos atos dele', afirma Bolsonaro sobre prisão de ex-ministro Milton Ribeiro

'Se a PF prendeu, tem um motivo', argumentou o Presidente da República

Repórter 70

Conflitos judiciais
A Procuradoria-Geral do Estado inscreve para simpósio sobre técnicas de conciliação e solução de conflitos judiciais.

Espaço revitalizado
Os moradores do bairro Guanabara, em Ananindeua, comemoraram a reinauguração da Praça Lauro Leite.

 

(J.Bosco)


"Ele que responda pelos atos dele”

JAIR BOLSONARO, ao comentar a prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro pela Polícia Federal, no âmbito da investigação sobre o “gabinete paralelo” na pasta. “Se a PF prendeu, tem um motivo”, afirmou o presidente, alegando que o caso mostra que “não há interferência do governo na PF”.

MADEIRA

EM ALTA
 
As exportações de madeira do Pará cresceram nos cinco primeiros meses deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. O aumento foi de 89% no valor exportado e 4% no volume de produtos. Os dados fazem parte de balanço divulgado ontem pela Associação das Indústrias Exportadoras de Madeira do Estado do Pará (Aimex). Nos cinco primeiros meses de 2022, as vendas de madeira do Pará para outros países movimentaram US$ 180 milhões, com a produção de 108 toneladas de produtos madeireiros. O principal destino da madeira paraense, representando mais de 50% da demanda, continuou sendo os Estados Unidos, seguido por França e Holanda.

AEROPORTOS

MOVIMENTO
 
Dados divulgados pela Agência Nacional de Aviação Civil revelam que os aeroportos do Pará estão voltando a operar com movimento próximo ao registrado em 2019, antes da pandemia da covid-19 que gerou uma das maiores crises do setor. De janeiro a maio deste ano os terminais do Pará receberam 1,65 milhão de passageiros. No mesmo período de 2019 o movimento foi de 1,736 milhão. Ou seja, a recuperação já chega a 95% e tende a crescer com o início das férias escolares de julho. O aeroporto mais movimentado do Pará é o internacional de Val-de-Cães, em Belém. No período analisado pela Anac foi registrado movimento pouco superior a 1,3 milhão de pessoas, o equivalente a 92% do registrado em 2019.

CONCURSO

INCLUSÃO
 
Em decisão liminar, a 1ª Vara da Justiça Federal no Pará determinou que o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), com sede em Belém, seja obrigado a reinserir uma candidata com deficiência em todas as etapas de concurso público para preenchimento de vagas de professores da carreira do ensino básico, técnico e tecnológico.

VAGA

A Justiça determinou ainda que o IFPA reserve uma vaga para pessoa com deficiência na especialidade educação do campo e convoque a autora da ação para as próximas fases da seleção, garantindo a ela tratamento que reduza os prejuízos causados pela conduta ilegal, no caso a exclusão da candidata. Se necessário, o Instituto deverá refazer etapas do concurso já encerradas “exclusivamente para a parte autora”.

FERRO

LANÇAMENTO
 
Será lançada hoje em Parauapebas, sudoeste do Pará, a pedra fundamental do primeiro de três projetos que a mineradora Ligga planeja para o Estado.  A empresa anunciou que até 2033 pretende dar início à operação de três projetos localizados em solo paraense. O que será lançado hoje foi batizado de Ferro Sul e terá como sedes os municípios de Parauapebas e Curionópolis. O segundo será implantado em Santa Maria das Barreiras, Povoado Casa de Tábuas em Santana do Araguaia, e o terceiro, em Trairão e Bannach. Assim como ocorre com o projeto Grande Carajás, operado pela Vale, o ferro extraído pela Ligga no Pará será escoado para o exterior via porto a ser construído em São Luís, no Maranhão.  

PROTESTO

ESTUPRO
 
A Frente Feminista do Pará promove amanhã ato de solidariedade à menina de onze anos estuprada e grávida que teve seu direito ao aborto legal negado em Santa Catarina. A manifestação será às 17h, em frente ao Mercado de São Brás, em Belém. Cerca de 50 organizações integram a frente e se unem aos protestos que têm ocorrido em várias cidades brasileiras. “Criança não é mãe. Gravidez forçada é tortura” é o lema do ato público na capital paraense. No Pará, apenas a Santa Casa está cadastrada no programa de Aborto Legal, procedimento autorizado no país em casos de estupro, de risco de morte para a gestante e anencefalia fetal.

CHUMBINHO

CONTROLE
 
A Assembleia Legislativa do Pará aprovou por unanimidade projeto de lei, de autoria do deputado Miro Sanova (PDT), que vai obrigar as pessoas a assinarem termo de responsabilidade no ato da compra de rodenticidas/raticidas, os famosos “chumbinhos”. O autor do projeto diz que o objetivo é proteger os animais contra os vários atos criminosos de envenenamento ocorridos nos últimos anos no Pará. 

Em Poucas Linhas

► O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Edson Fachin, desembarca em Belém na próxima semana. Fachin virá para o Seminário de Direito Eleitoral Pará 2022. O evento está marcado para os dias 27 e 28 de junho, no Teatro Maria Sylvia Nunes, e nos dias 30 de junho e 1º de julho, no Centro Cultural de Parauapebas. Em Belém, o ministro vai proferir a Conferência Magna de abertura, que terá como tema “Os desafios da Justiça Eleitoral para as eleições de 2022”.
 
► Relatora da comissão externa criada pela Câmara dos Deputados para acompanhar a apuração dos assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips, a deputada paraense Vivi Reis (PSOL) se reuniu ontem com representantes do Observatório dos Direitos Humanos dos Povos Indígenas Isolados (OPI) e da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja). O encontro foi para ouvir novas denúncias acerca das circunstâncias que levaram às duas mortes. Uma diligência dos deputados federais a Atalaia do Norte, no Amazonas, deve ocorrer na próxima semana.
 
► As Promotorias de Justiça de Violência Doméstica e Familiar do Ministério Público do Estado expediram recomendação às Secretarias Estadual e Municipal de Saúde de Belém para a adoção imediata de medidas para melhoria do atendimento às vítimas de violência doméstica nas Unidades de Saúde. Entre as recomendações está a de que os profissionais sejam orientados a atender, sem qualquer forma de preconceito ou discriminação, as mulheres, independentemente de sua orientação sexual.

► O Conselho de Jovens Empresários (Conjove), por meio de seu presidente,  João Marcelo Santos, recebe hoje o empresário Isan Anijar na confraria da entidade. Anijar vai contar sua história de vida e da empresa Marmobraz, que completa 50 anos em 2022.

Palavras-chave

Repórter 70
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!