Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

REPÓRTER 70

twitter.com/reporter_70

Mais tradicional coluna do jornalismo paraense. Aborda temas do cotidiano com atenção especial à economia e aos bastidores da política do Pará e do Brasil.

'Ele precisa aparecer e querer ser candidato. E eu sinto falta desse senso de urgência'

KIM KATAGUIRI, ao afirmar que gostaria de apoiar o ex-juiz Sergio Moro para a presidência da República em 2022

Repórter 70

Setembro chuvoso 
Ainda neste mês, são esperadas chuvas mais frequentes, porém em menor volume, na Região Metropolitana de Belém, diz a meteorologia.
 
Produção de remédios 
Atualmente, mais de 90% dos Ingredientes Farmacêuticos Ativos (IFAs) usados pela indústria brasileira são importados.

Kim Kataguiri (J. Bosco)

"Ele precisa aparecer e querer ser candidato. E eu sinto falta desse senso de urgência.”

KIM KATAGUIRI, ao afirmar que gostaria de apoiar o ex-juiz Sergio Moro para a presidência da República em 2022. Entusiasta da Operação Lava Jato desde o início, o deputado federal pelo DEM-SP acha que Moro já está atrasado na corrida eleitoral.

PROJETOS

ÁGUA
 
A Comissão de Orçamento da Assembleia Legislativa do Pará deve realizar, ainda nesta semana, reunião extraordinária para analisar projetos de lei do Executivo que tratam do fornecimento de água e gás para a população de baixa renda no Estado. Um dos projetos foi batizado de “Água para Todos” e prevê o pagamento de água potável para famílias que fazem parte do cadastro único do Bolsa Família. O programa terá duração de dois anos. Nesse período, o Estado ficará responsável pelo pagamento mensal de até 20 metros cúbicos de água por unidade. O que ultrapassar esse consumo será pago pelo consumidor. Os recursos, de acordo com o  projeto enviado à Assembleia, virão do Fundo Estadual de Assistência Social.

GÁS
 
Junto com o programa “Água para Todos” vai tramitar o projeto extraordinário de transferência de renda chamado “Vale Gás”. A proposta prevê o pagamento de dois vales de R$ 100 por unidade. O público-alvo também serão as famílias atendidas pelos programas de renda mínima do governo federal, aquelas que já fazem parte do Cadastro Único. No caso, do vale para o gás, os recursos serão liberados via Banco do Estado do Pará (Banpará). O presidente da Comissão de Orçamento da Assembleia, deputado Igor Normando (Podemos) afirma que a intenção é preparar os dois projetos para votação em plenário ainda nesta semana.

IMORTAIS

PARAENSE
 
O escritor paraense Daniel Munduruku, 57 anos, está concorrendo a uma vaga na Academia Brasileira de Letras (ABL). A disputa é pela cadeira de número 12, que era ocupada por Alfredo Bosi, morto no ano passado, vítima da covid-19.  
 
CURRÍCULO
 
Professor de filosofia com licenciatura em história e psicologia, Daniel é autor de 52 livros para crianças, jovens e educadores e já foi premiado pela ABL. Também já recebeu o prêmio Jabuti, considerado um dos mais importantes da literatura brasileira. Se eleito, o paraense será o primeiro indígena a se tornar imortal da Academia.

DISPUTA
 
Atualmente a Academia Brasileira de Letras está com quatro cadeiras em disputa. Além da vaga deixada por Alfredo Bosi também estão vagas as cadeiras que eram ocupadas por Affonso Arinos de Melo Franco, Murilo Melo Filho e Marco Maciel. As especulações em torno dos futuros imortais envolvem nomes como os compositores Chico Buarque, Gilberto Gil, além da atriz Fernanda Montenegro.

PEIXEIROS

BENEFÍCIOS
 
Cerca de 100 pessoas devem ser habilitadas para receber benefício extraordinário a ser pago pela prefeitura de Ananindeua aos peixeiros que estão sofrendo com a queda nas vendas em meio às notícias sobre a doença da urina preta. Essas pessoas devem comparecer hoje à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico para o cadastro. O benefício é de R$ 2 mil, dividido em duas parcelas. Para ter direito é preciso comprovar que atua no setor de pescados nas feiras e mercados do município.  O dinheiro deve ser usado como capital de giro já que houve queda na receita.

CURUÇÁ

REFÚGIO
 
O Ministério Público do Estado enviou recomendação à prefeitura de Curuçá para que proíba, de imediato, as festas de aparelhagem que vinham sendo promovidas em área onde deveria funcionar o Refúgio de Vida Silvestre Rancho Fundo. Estabelece, ainda, prazo de 30 dias para apresentação de cronograma de desativação total e definitiva do balneário, assim como a retirada dos ocupantes. Segundo laudo do Instituto Renato Chaves, houve obstrução de cursos d’água, construção de latrina (fossa negra) e instalação de redes numa arena de futebol que colocam em risco a vida de pássaros e outros animais.

CRIMES
 
O Refúgio de Vida Silvestre integra um mosaico de Unidades de Conservação da Natureza, criado em 2019, por meio de decreto municipal, após estudos prévios realizados pelo  Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-Bio), seguidos de consulta pública. Ainda assim, a área continuou sendo ocupada pelo balneário irregular, com festas de aparelhagem mesmo durante a pandemia. De acordo com o Ministério Público, as informações apresentadas pelo Instituto Renato Chaves configuram crimes ambientais em área de preservação permanente e preveem pena de um a três anos de prisão e multa.

EM POUCAS LINHAS

► Com a decisão do Senado de tirar de pauta o projeto de reforma eleitoral, as eleições de 2022 devem seguir o mesmo modelo de 2018, ou seja, sem coligações. 
 
► A decisão altera consideravelmente a estratégia dos partidos, especialmente no que diz respeito às chapas para deputado estadual e federal.

► O ex-prefeito de Abaetetuba Alcides Eufrásio da Conceição Negrão, o Chita, foi acusado pelo Ministério Público Federal de não ter prestado contas de R$ 465 mil em recursos federais destinados à educação no município.

► O MPF pede à Justiça a suspensão, por cinco anos, dos direitos políticos do ex-prefeito. Na ação por improbidade também foi pedida a aplicação de multa e que Alcides Negrão seja proibido, por três anos, de fazer contratações com o poder público.

►O Conjove entrega na próxima quinta-feira, 23, a comenda Jovem Empresário do ano de 2020 ao contador Lamark Santos. O evento está ocorrendo um ano após o vencedor ser eleito pelos seus pares devido ao cumprimento dos protocolos de segurança sanitária estabelecidos pelas autoridades por ocasião da pandemia da covid-19.

► Terminou à meia-noite de ontem a consulta sobre a demanda de passageiros da linha Conjunto Maguari – Ver-o-Peso.

► A consulta, feita pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém, foi determinada pelo Ministério Público do Estado do Pará.

► O resultado pode ser usado na ação judicial envolvendo o pedido de desistência da linha por parte da empresa Belém-Rio, que alega não haver rentabilidade econômico-financeira na operação.

► Em nota, a Semob informa que “vem realizando tratativas para a substituição da empresa, analisando alternativas de atendimento aos usuários, mas também lavrando autos de infração à Belém-Rio por descumprimento da ordem de serviço”.

Palavras-chave

Repórter 70
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!