Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

REPÓRTER 70

twitter.com/reporter_70

Mais tradicional coluna do jornalismo paraense. Aborda temas do cotidiano com atenção especial à economia e aos bastidores da política do Pará e do Brasil.

'Continuarei sendo acompanhado pelos médicos, com a certeza de que a vacina está me protegendo'

JOÃO DORIA, governador de São Paulo, ao anunciar que testou positivo para a covid-19 pela segunda vez

Repórter 70

Alerta com a covid
Estudo da Universidade de Zurique, Suíça, aponta que 26% dos infectados, a maioria mulheres, sofrem de sintomas pós-covid.

E-cigarette nocivo
Embalado por influenciadores digitais, cresce o uso de cigarro eletrônico por
jovens. Mas a venda é proibida no Brasil.

João Doria (J. Bosco)

"Continuarei sendo acompanhado pelos médicos, com a certeza de que a vacina está me protegendo, assim como protege milhões de brasileiros”

JOÃO DORIA, governador de São Paulo, ao anunciar que testou positivo para a covid-19 pela segunda vez. Nas redes sociais e em vídeo, ele informou que descobriu a reinfecção ao realizar um teste por prevenção. Por orientação médica, cancelou toda a agenda e deve trabalhar de casa. Doria já havia testado positivo para a doença em agosto de 2020 e se manteve assintomático.

UTIS

OCUPAÇÃO

Boletim epidemiológico, com base em dados coletados entre os dias 5 e 10 de julho pela Fundação Oswaldo Cruz, trouxe bom panorama sobre a pandemia no país e em especial no Pará, em relação aos Estados, e Belém, entre as capitais. Atualmente, apenas São Luís, Rio de Janeiro, Goiânia e Brasília estão com taxas de ocupação de leitos de UTI covid-19 iguais ou superiores a 80%. Belém aparece ao lado das capitais fora da zona de alerta, ao lado de Porto Velho, Rio Branco, Macapá, Natal, João Pessoa, Recife, Maceió, Aracaju, Salvador, Vitória e Florianópolis. As demais capitais estão na zona de alerta intermediário, com taxas iguais ou superiores a 60% e inferiores a 80%.

BOA NOTÍCIA

A boa notícia, conforme o estudo da Fundação, é que pela primeira vez, desde dezembro de 2020, nenhum Estado brasileiro apresenta taxa de ocupação de leitos de UTI superior a 90%. O resultado é atribuído, entre outros fatores, especialmente ao aumento do número de pessoas vacinadas. Os pesquisadores da Fiocruz afirmam, contudo, “que o dado não chega a configurar situações preocupantes, mas de alerta”.

Estados

Em comparação aos Estados, o Pará é citado com 61% de ocupação, bem próximo da zona dos Estados em alerta baixo, que possuem menos de 60%.  Nesse ranking de baixa ocupação está o Acre (24%), Amapá (47%), Espírito Santo (55%), Paraíba (39%), Rio de Janeiro (57%), Rio Grande do Norte (55%) e Sergipe (50%). Na outra ponta da tabela, de alerta crítico, com mais 80% dos leitos ocupados, estão quatro unidades federativas: Santa Catarina (82%), Goiás (81%), Paraná (81%) e Distrito Federal (80%).

CAUTELA

Os dados são animadores, mas os pesquisadores pedem cautela, já que apesar da tendência de queda, o número de novos casos da covid-19 ainda é alto no País, indicando alta circulação do novo coronavírus. Para se ter uma ideia, os vizinhos Amazonas, Mato Grosso e Tocantins seguem com taxas de ocupação bem maiores que as do Pará, na casa acima de 70%.

TRIBUTAÇÃO

MUNICÍPIOS

A Confederação Nacional dos Municípios divulgou ontem nota criticando o relatório da reforma tributária apresentado pelo deputado federal Celso Sabino (PSDB). No documento, a entidade diz que se mantidos os termos atuais da mudança na política tributária, os municípios perderão cerca de R$ 13,1 bilhões, o que, segundo a CNM, vai “enfraquecer os serviços públicos prestados à população mais vulnerável”.  Os municípios querem ser ouvidos para elaboração do texto final da reforma. 

RENDA

DISTRIBUIÇÃO

A Oxfam Brasil e a Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital enviaram, ontem, carta aos 513 deputados federais e 81 senadores apresentando o resultado da terceira edição do estudo “Nós e as Desigualdades”, desenvolvido pela Oxfam Brasil e Instituto Datafolha. As conclusões revelam que quase nove em cada dez brasileiros defendem políticas para melhorar a distribuição de renda no Brasil.

SUPER-RICOS

No documento, assinado por Katia Maia, da Oxfam, e Charles Alcantara, da Fenafisco, as entidades reafirmam a necessidade de implantação da tributação progressiva para cobrar mais imposto de quem tem mais renda, atingindo principalmente os super-ricos. “Tributar os super-ricos é a maneira mais efetiva para reduzir as desigualdades e tornar o país mais justo”, afirmam.

CEASA

LUZ

Após uma série de negociações entre usuários das Centrais de Abastecimento do Pará (Ceasa) e governo para reestruturar as condições do espaço, a falta de iluminação, apontada como um dos problemas graves no local, começa a ser solucionada, com o início dos trabalhos de ampliação, adequação e modernização do sistema de iluminação pública de todo o complexo de Belém. 

EM POUCAS LINHAS

► Ontem foi a vez dos moradores do conjunto Euclides Figueiredo e proximidades, na Marambaia, amargarem a falta de água sem aviso, por todo o dia.

► A Companhia de Saneamento do Pará informou, à noite, que o sistema que abastece o conjunto Euclides Figueiredo estava em funcionamento, mas com baixa pressão.

► O prometido Distrito Industrial de Castanhal já tem pelo menos oito empresas interessadas em adquirir áreas no local. O protocolo de intenções com os nomes das empresas foi entregue ontem pela Prefeitura de Castanhal à Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec).

► A Codec é o órgão responsável pelo ambicioso projeto, que pretende desenvolver o nordeste do Pará. O empreendimento teve recentemente concluída a licitação para contratação dos projetos básicos de engenharia e arquitetura.

► Quando concluído, espera-se que o Distrito Industrial de Castanhal proporcione 9,9 mil empregos diretos e indiretos e movimente R$ 1 bilhão por ano na economia do Pará.

► A Polícia Rodoviária Federal apreendeu na quarta-feira, 14, um caminhão bitrem carregado de minério, possivelmente manganês.

 ► Ao ser abordado, contudo, o motorista informou que a carga era “pó de brita”. O caso está sendo investigado pela Polícia Federal em Marabá.

 ► Os envolvidos responderão pelo crime de transporte de matéria-prima pertencente à União sem a devida licença.  

 ► O ex-senador Fernando Flexa  Ribeiro confirmou, em suas redes sociais, convite para se filiar ao PSD.

 ► O convite foi feito pelo presidente da legenda no Pará, Helenilson Pontes.

► Em postagens em suas redes sociais, Flexa Ribeiro disse que o convite envolve uma possível candidatura  ao Senado no ano que vem. E disse que ficou de pensar.

Palavras-chave

Repórter 70
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!