Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

REPÓRTER 70

Por Grupo Liberal

Mais tradicional coluna do jornalismo paraense. Aborda temas do cotidiano com atenção especial à economia e aos bastidores da política do Pará e do Brasil. | Twitter: @reporter_70

'A História não perdoa a prática da traição', afirmou Dilma após Temer chamá-la de 'honestíssima'

Dilma Rousseff (PT) voltou a apontar Michel Temer (MDB), seu ex-vice, como golpista

Repórter 70

Benefícios sociais
O governo federal já editou a medida provisória que garante o pagamento do Auxílio Brasil, Vale-gás e outros.

Religião e música
A Orquestra da Universidade Federal do Pará se apresentará hoje, às 13h, na Igreja de Sant’Ana da Campina, em Belém.

 

Dilma Rousseff (J.Bosco)

 


"A História não perdoa a prática da traição.”

Após ser descrita como “honestíssima” pelo ex-presidente Michel Temer (MDB), a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) voltou a chamar o ex-vice de seus dois mandatos no Planalto de “golpista” e afirmou que não pretende mais “debater com este senhor”. Em carta publicada em seu site, a petista disse ainda que Temer, que a sucedeu após ela sofrer impeachment, articulou “uma das maiores traições políticas dos tempos recentes”.

CONTRASTE

IODADO

A falta do insumo básico para a realização de exames que precisam de contraste está atingindo vários países em cheio, incluindo o Brasil, e nos últimos dias já começou a ser sentida no Pará que, a partir da próxima semana, já não terá mais em diversos hospitais o contraste iodado, produto utilizado em importantes exames de imagens, essenciais para o diagnóstico preciso de várias doenças, entre as quais as do trato cardiovascular. Em Belém, vários laboratórios conveniados ao Sistema Único de Saúde (SUS) e alguns hospitais particulares já começaram a reduzir o uso do contraste, seguindo as orientações de racionamento sugeridas em nota técnica pelo Ministério da Saúde (MS).

IMPACTOS

A nota técnica do MS foi assinada em conjunto com representantes de várias sociedades médicas, entre as quais o Colégio Brasileiro de Radiologia, a Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular e a Sociedade Brasileira de Cardiologia. A própria nota informa que a escassez dos meios de contraste é global e vem da interrupção nas cadeias de suprimentos ainda por consequência da pandemia de covid-19, na China, uma vez que as medidas rigorosas de lockdown foram decretadas naquele país por muito tempo, impactando na cadeia de produção das indústrias chinesas.

ORIENTAÇÕES

Especialista de Belém ouvido pela coluna afirma que as orientações do MS são justamente para evitar o pânico, uma vez que são instruções para o uso racional dos estoques disponíveis, priorizando procedimentos em pacientes de maior risco e, principalmente, evitando qualquer desperdício, até que a situação se normalize, o que pode ocorrer até setembro deste ano, já que está havendo um esforço conjunto também global pela normalização dos estoques.

INTERDIÇÃO

TRÂNSITO

Continua complicado o trânsito na bifurcação da avenida Transcoqueiro com a estrada do Benjamim, no bairro do Una, no limite entre Belém e Ananindeua. A via foi interditada no último dia 2 para serviços em duas caixas de esgotamento sanitário, com previsão de conclusão da obra e liberação total da pista nos últimos 20 metros, o que não ocorreu. A pista foi liberada parcialmente e gerou impactos aos motoristas, que continuam amargando um trânsito difícil no entorno da via, especialmente os que precisaram entrar ou sair do bairro Jaderlândia. A nova previsão da Prefeitura de Ananindeua para liberação total do trecho é no próximo dia 30.

COVID-19

CONTROLE

A semana que passou foi de intensa mobilização em torno de aumentos de casos e registros de mortes por covid-19 no Estado do Pará, como nos municípios de Castanhal e Santarém, a ponto desta última já avaliar um possível retorno do uso obrigatório de máscaras. Porém, ao ser consultada sobre o cenário real do Pará, a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa) informou que, até o momento, não verifica impacto no registro de internações por covid-19, e que continua incentivando a vacinação nos 144 municípios paraenses, sendo que o dado mais atual é de 91,98% da população já vacinados com a primeira dose e 88,64% com a segunda dose dos imunizantes contra a doença. A Sespa ressalta que avalia, constantemente, o cenário epidemiológico no Pará com objetivo de auxiliar os municípios nas medidas de combate adotadas, e está preparada para, se for o caso, realizar a abertura de novos leitos específicos para a covid-19.

COMÉRCIO

ÔNIBUS

Trabalhadores do comércio varejista de Belém, em especial os que atuam em expedientes aos domingos nos cinco shopping centers da Região Metropolitana de Belém, reclamam da escassez de ônibus nas noites de domingo, após às 22h, nas paradas que atendem o entorno desses estabelecimentos.

RECLAMAÇÕES

Muitas queixas têm chegado ao Sindicato dos Trabalhadores no Comércio Lojista do Município de Belém (Sintclobe) e, segundo a entidade, o problema é maior nas áreas dos dois shopping centers ao longo da BR-316 e no da avenida Augusto Montenegro, mas ninguém está livre, e trabalhadores dos dois shopping localizados na área central de Belém também têm apresentado reclamações parecidas, especialmente sobre a insegurança e os riscos de assaltos nas longas esperas nas paradas de ônibus.

Em Poucas Linhas

► A Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), a maior entidade representativa do MP brasileiro, com 16 mil associados, está entre as organizações que manifestaram apoio ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ao sistema da Justiça Eleitoral do País. Presidida pelo paraense Manoel Victor Sereni Murrieta, a Conamp reiterou que o sistema de voto eletrônico, implementado há 26 anos, tem constante fiscalização do Ministério Público Eleitoral, e jamais teve contra si qualquer comprovação ou sequer indício de dúvidas quanto a sua lisura, e que os membros do MP estão prontos para atuar e assegurar a realização do pleito deste ano.
 
► Alguns cursinhos com atuação de peso em concursos públicos de Belém, que pretendem reforçar as turmas presenciais no segundo semestre deste ano, estão frustrados com a demora do Ministério da Economia em divulgar o edital para o novo concurso da Receita Federal, um dos mais esperados do ano. O certame foi autorizado em 13 de junho e a expectativa geral era de divulgação do edital em 30 dias, completados esta semana, e que não ocorreu, bem como não foi divulgada previsão de data. A Receita teve o último processo seletivo em 2014, e o novo, aprovado através da Portaria 5.348/2022, terá 230 vagas para auditor fiscal e 469 para analista tributário. Pela mesma portaria, o edital pode sair até o dia 13 de dezembro.

► Bastidores da política local dão conta de que, após a realização das primeiras convenções, começaram também os primeiros “rachas”, que devem surpreender ainda mais até a data da homologação das candidaturas. Fontes da coluna contam que nesse pequeno intervalo desde o início das convenções, no último dia 20, já ocorreram brigas acaloradas até pelos motivos mais banais, como a escolha dos números que serão utilizados por candidatos aos Legislativos estadual e federal. É que são muitos candidatos para poucos números de sequências consideradas fáceis de lembrar.

Palavras-chave

Repórter 70
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!