Danilo Monteiro

Último Quarto

Jornalista formado na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Danilo Monteiro começou sua trajetória na área esportiva em 2016, em Belém, como repórter e comentarista na Rádio Unama. Atualmente, é repórter nas revistas VEJA e Placar.

Eliminada de forma frustrante na semifinal do Leste, a equipe precisa de peças para ajudar Giannis A

Danilo Monteiro

A evolução contínua do Milwaukee Bucks ao longo dos anos foi interrompida de forma frustrante na atual edição dos playoffs. O Miami Heat, azarão na série, não encontrou problemas para mandar o atual MVP, Giannis Antetokounmpo, para casa após um sólido 4 a 1. Ao líder da conferência Leste, restou tirar o melhor da amarga lição e se reforçar melhor na próxima janela – o que já foi prometido para Giannis pelo presidente da franquia.

O primeiro lugar, com incríveis 56 vitórias e apenas 17 derrotas, credenciou os Bucks como favoritíssimos ao título, mas o brio da temporada regular sumiu desde a retomada da NBA, na bolha da Disney. O Milwaukee encontrou dificuldades inesperadas contra um desfalcado Orlando Magic na primeira rodada dos playoffs, mas fechou a série por 4 a 1. A demonstração de uma certa fragilidade foi notada pelo Heat, que dominou os adversários, inclusive Giannis, na semifinal.

A sensação é de que o elenco dos Bucks ainda não tem o suficiente para ser campeão. Um ponto que deve ser levado em conta, é que hoje a ideia de formar times repletos de estrelas é tomada como o necessário para vencer, então é comum ver grandes jogadores abandonando suas franquias, mas o próprio Miami Heat provou que um elenco bem montado, sem grandes nomes, pode surpreender – e é no algoz que os Bucks têm de se inspirar.

Para a próxima temporada, restam três objetivos para a equipe: o primeiro é segurar as pontas para convencer Giannis a ficar, já que várias franquias - incluindo o Golden State Warriors - estão de olho em trocas para brigar por título; a segunda é buscar ajudas no mercado para o grego, jogadores mais experientes em playoffs – principalmente armadores – que possam pontuar contra defesas bem ajustadas; a terceira é buscar um técnico vitorioso, nada contra Mike Budenholzer, que é ótimo, mas costuma pecar nos playoffs.

A lista de agentes livres (free agents), jogadores com contrato expirando, disponíveis na próxima janela é bem atrativa para times como os Bucks, que precisam de detalhes. Danilo Gallinari, Serge Ibaka, Fred Vanvleet, Jerami Grant, Bogdan Bogdanovic e Brandon Ingram são boas opções da lista. Para a posição mais carente, a armação, os Bucks terão de buscar trocas e se livrar de jogadores que não encaixam no estilo de jogo da equipe, como o armador Eric Bledsoe. A opção perfeita para ocupar a posição em Milwaukee é Chris Paul, que tem mais dois anos de contrato com o Oklahoma City Thunder

Danilo Monteiro
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!