Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Mulher atira em marido após ele se negar a mostrar mensagens do celular

Ciúmes teriam sido a causa da discussão que, por pouco, não acabou em tragédia

O Liberal

Um homem foi atingido por um tiro disparado pela própria esposa depois de ter se negado a mostrar as mensagens do celular. O caso aconteceu nesta semana em Pacaembu, cidade do interior de São Paulo. A vítima, um agente penitenciário, foi socorrido por uma ambulância. A mulher, de 32 anos, foi presa em flagrante por tentativa de homicídio. As informações são do portal Metrópoles.

O incidente ocorreu na última quarta-feira (09/03), por volta das 20h. O pai da vítima, de 71 anos, relatou à polícia ter notado uma movimentação estranha em torno da casa do filho, que fica a alguns metros da dele. Ao chegar na residência viu o filho já sendo socorrido pela ambulância municipal. Na cozinha da casa, encontrou a nora sentada no chão sobre uma poça de sangue e com o revólver do marido caído ao lado dela. 

Mesmo em aparente estado de choque, a acusada contou que havia discutido com o marido por conta de mensagens que ele estaria escondendo no celular. Durante a discussão, ela teria ido até o quarto do casal onde estava a arma do agente prisional e voltou com ela em punnho no “intuito de assustá-lo”.

A mulher tornou a pedir que ele mostrasse as mensagens, mas ele teria se negado e, por estar muito nervosa, acabou apertando o gatilho. No depoimento, ela disse que não tinha a intenção de machucar o marido e que tentou estancar o sangramento até a chegada da ambulância. A bala disparada transpassou o abdômen e saiu pelas costas da vítima, que foi levada ao pronto atendimento municipal. 

Depois de ter o quadro clínico estabilizado, o homem foi encaminhado para a Santa Casa de Misericórdia de Adamantina (SP), onde passou por cirurgia e permanece internado em condição estável. A mulher também recebeu atendimento médico e depois de ser liberada, foi presa em flagrante por tentativa de homicídio. Mas, na quinta-feira (10), ela teve a prisão convertida de flagrante para preventiva durante audiência de custódia e foi levada para a Cadeia de Dracena (SP), onde aguardará a transferência para uma penitenciária feminina.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL