Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

'Muda ou eu te mato', disse pai que não aceita filho gay

A mãe confirmou e disse que estava ciente das agressões

Com informações do Metrópoles

Um homem bateu no filho, de 14 anos, por ele ser homossexual. Os vizinhos testemunharam a gritaria e agressões, onde o pai ameaçava o menino de morte: “Se você não mudar, eu te mato”.

“Eu estou cansado de te falar. Eu já não falei para você mudar? Você tem que mudar, você sabe por quê? Porque se você não mudar, eu te mato, eu te arrebento”, ameaçou.

O delegado que está cuidando do caso disse que o homem, em depoimento, afirmou que "não se importa, que aceita e já tinha conversado com o adolescente, mas o pegou acessando vídeos pornográficos pelo celular e não controlou a raiva”.

Policiais foram até o local após denúncia anônima na última quarta-feira (5) e confirmaram que o menino tinha escoriações pelo corpo. A mãe confirmou e disse que estava ciente das agressões porque o menino “tem tendência à homossexualidade”.

Questionada se o ato se enquadra como conduta homofóbica, igualada ao crime de racismo no Código Penal Brasileiro, a delegada Paula afirmou que ainda é cedo para confirmar. O homem assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por lesão corporal e foi liberado.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL